Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Transformação digital é a chave para empresas sobreviverem ao coronavírus
Home > Tendências

Transformação digital é a chave para empresas sobreviverem ao coronavírus

Por Roberto Campos *

14/04/2020 às 14h00

Foto: Shutterstock

As notícias dos últimos dias em relação à evolução da contaminação do Covid-19 (coronavírus)
no Brasil pegou a todos desprevenidos e, muito rapidamente, está
limitando as interações presenciais. Agora mais do que nunca, devemos
seguir as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do Ministério da Saúde para conter a disseminação do vírus e proteger a vida. Entretanto, o jogo precisa seguir.  

Desta
forma, é necessário que as empresas façam uma avaliação da
infraestrutura de TI que possuem e avaliem como ferramentas tecnológicas
podem ajudar a viabilizar a continuidade do negócio, principalmente diante do trabalho remoto. 

Comunicação unificada mesmo a distância 

Contar com soluções tecnológicas eficientes que suportem a comunicação à
distância com equipe, parceiros e clientes faz toda a diferença neste
momento. O funcionário que está trabalhando de casa deve ter fácil
acesso para participar de reuniões, acompanhar apresentações e trocar
mensagens instantâneas.  

Assim, investir em soluções unificadas de comunicação, que disponibilizem acesso seguro para interações e troca de documentos por meio de acesso remoto é uma boa aposta. 

CIO2503

E-book por:

As companhias que contam com um modelo estruturado e seguro para possibilitar
o trabalho remoto registram importantes ganhos na operação como redução
de custos operacionais e o aumento da produtividade da equipe, além de
superar a distância física entre os colaboradores. 

No caso dos contact centers, por exemplo, investir em sistemas que possibilitem
atendimento eficaz, seguro e controlado pela empresa é primordial,
principalmente no caso de pontos de atendimentos (PAs) remotos.  

Para continuar funcionando perfeitamente, os call centers precisam contar com soluções que permitam o acesso remoto dos agentes e o bom funcionamento dos canais digitais, como e-mail, WhatsApp, chatbot, redes sociais, URAs que utilizam inteligência artificial, assistentes virtuais é primordial. Apenas com o uso da ferramenta certa será possível manter a eficiência e gerenciar os resultados.  

Gestão remota e eficiente da equipe

Além disso, neste momento em que praticamente a totalidade dos funcionários está trabalhando em home office, torna-se necessário ter ferramentas eficientes para garantir uma boa gestão e a alta produtividade.

Garantir o acesso remoto dos colaboradores é o primeiro passo. Novos processos são necessários para não apenas controlar a produtividade, mas principalmente conseguir definir qual é a produtividade almejada nessa nova dinâmica de teletrabalho.

Dentro desses processos, novas métricas e indicadores de performance precisam ser estipulados para definir produtividade, possibilitando estabelecer parâmetros e diretrizes. Uma vez implementados e monitorados, é possível fazer a devida comparação entre equipes, funções e atividades. Podendo assim mensurar se os padrões de produtividade almejados estão sendo atingidos. 

Temos como grande aliada nessa empreitada a tecnologia. Ferramentas inovadoras permitem que os gestores estejam constantemente munidos de informações importantes para ajudar na tomada de decisões e controle das atividades da empresa. 

O uso estratégico dessas ferramentas permite gerar métricas para análise e gestão dos colaboradores em teletrabalho de maneira fluida e integrada. Permitindo o gestor entender o comportamento desses colaboradores e orientar a conduta necessária para que a empresa estabeleça um padrão de qualidade em sua operação distribuída. 

De toda crise temos que tirar uma lição e, sob o olhar profissional, gostaria de provocar uma reflexão sobre a aplicação da mobilidade corporativa e planejamento da infra de TI. Por mais que algumas atividades exijam a presença física do profissional, cada vez mais, a tendência é que aumente a adesão ao home office.  

Esta é, inclusive, uma excelente oportunidade para as empresas repensarem seu modelo de trabalho e
a forma como vão se relacionar com os funcionários daqui para frente.
Quando você passa a ter uma operação pronta para o trabalho remoto,
consegue ter um ambiente transparente e uma gestão mais assertiva. Além
do que é possível reduzir custos significativamente.  

Não sabemos qual será o impacto desta crise, mas com certeza o ambiente de trabalho não será mais
o mesmo. E sua empresa está preparada para a nova era? Pense nisso e
aproveite este momento de revisão de valores para tomar a decisão certa
para o seu negócio. 

* Por Roberto Campos é diretor da Telesul

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15