Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Defendendo a edge inteligente com alguns casos de uso
Home > Tendências

Defendendo a edge inteligente com alguns casos de uso

Vejamos as razões para empurrar os principais processos de IA da nuvem pública centralizada para à borda

David Linthicum, InfoWorld (EUA)

02/09/2021 às 18h13

Foto: Shutterstock

É um lindo domingo e você saiu para um passeio de moto. Após cerca de 10 minutos, você ouve um chatbot em seu capacete com Bluetooth informando que sua pressão arterial está 40% acima do normal e que os freios dianteiros estão significativamente acima da temperatura normal. Ambas as condições aumentam o risco de acidente em 45%, diz a voz desencarnada em seu ouvido.

Você também foi informado de que, por meio das permissões definidas, seu médico será notificado sobre os problemas com sua pressão arterial, incluindo o envio de um histórico de leituras. Foi marcada uma consulta com a sua concessionária para verificar o superaquecimento dos freios dianteiros. Talvez a inteligência artificial (IA) não salve sua vida diretamente, mas reduz significativamente o risco de se ferir ou morrer durante o passeio.

Este cenário apresenta um dispositivo de borda habilitado para IA. Embora parte do processamento de IA e processamento de dados ocorra na bicicleta, parte ocorre também em sistemas de nuvem pública centralizados. Em nosso exemplo, os diagnósticos de pressão alta e freios ocorreriam na própria moto, mas a capacidade de processar o que isso significa no contexto do histórico dos dados coletados ocorreria em recursos de IA e de processamento de dados mais poderosos na nuvem .

Essa abordagem de camadas (camadas na edge e centralizadas) permite que os projetistas do sistema lidem melhor com os problemas de conectividade e forneçam mais capacidade de resposta, uma vez que o processamento e a IA acontecem perto de onde os dados são coletados. No entanto, os sistemas back-end poderosos são capazes de fazer muito mais do que um dispositivo pequeno e barato amarrado sob o assento da motocicleta.

Adotar uma abordagem mais pragmática para a edge inteligente - e a maioria das novas tendências de tecnologia para esse assunto - significa que você precisa considerar as vantagens e desvantagens de aproveitar a edge computing. Não importa se você está implementando sistemas de segurança para motocicletas, gerenciamento de aeronaves ou otimização remota de fábrica, os mesmos conceitos se relacionam.

Em primeiro lugar, as más notícias: os sistemas de borda inteligentes, embora valiosos como solução de negócios para muitos aplicativos, são difíceis e caros de operar.

Armazenamento centralizado e serviços de computação são fáceis de lidar em termos de operações porque estão em um local centralizado lógica e fisicamente, como virtualmente em uma nuvem pública. Você normalmente opera um mecanismo de conhecimento, um banco de dados e um mecanismo de análise.

A edge inteligente significa que estamos lidando com dezenas de milhares de dispositivos, talvez até um milhão. Esses dispositivos remotos precisam ter correções e patches aplicados, sistemas operacionais atualizados e precisam ser monitorados remotamente para garantir a confiabilidade e o tempo de atividade.

O melhor exemplo disso são as atualizações que são enviadas aos nossos telefones. Embora empresas de smartphones de bilhões de dólares possam fazer esse investimento, a maioria das empresas descobrirá que o custo de operação de sistemas inteligentes de borda pode ser proibitivo. Devem existir sistemas operacionais especializados para lidar com dispositivos remotos inteligentes que podem estar em qualquer lugar e estar conectados de mil maneiras diferentes.

Agora, a boa notícia. A borda inteligente resolve problemas, incluindo o que descrevi acima, que levam o uso da computação em nuvem a um outro nível.

Há muito tempo entendemos que a conectividade e a latência de dados são o calcanhar de Aquiles do uso de uma nuvem pública. Ao aproveitar a borda, inteligente ou não, agora entendemos que uma arquitetura em camadas pode focar a IA e a tecnologia de análise de dados nos dados, fazendo a maior parte do processamento importante perto dos dados, onde é capaz de fazer algum bem.

No cenário da motocicleta, o que aconteceria se o sistema de prevenção de acidentes tivesse que transmitir dados para um conjunto de serviços de armazenamento e computação em uma nuvem pública por meio de seu telefone móvel antes que as medidas de prevenção de acidentes pudessem ser tomadas? Você teria recebido a resposta 10 segundos depois de bater na árvore. Há uma razão pela qual a arquitetura de borda inteligente é uma coisa boa.

Snippets HTML5 default Intervenções CW
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15