Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Como este brechó de luxo brasileiro adotou IA para avaliar autenticidade das peças vendidas
Home > Tendências

Como este brechó de luxo brasileiro adotou IA para avaliar autenticidade das peças vendidas

Tecnologia analisa mais de 45 milhões de imagens processadas e compara algoritmos para identificar itens verdadeiros e falsos

Redação

17/08/2020 às 12h30

Foto: Adobe Stock

O brechó de luxo online Inffino passou a adotar inteligência artificial para agilizar a curadoria das peças que chegam para serem vendidas no e-commerce. Segundo a empresa, a tecnologia consegue agora tanto agilizar a experiência de quem deseja se desapegar de uma peça quanto de quem procura uma nova aquisição.

“A tecnologia veio para facilitar e no mercado de brechó de luxo não seria diferente”, pontua Cássio Silbermann, sócio da Inffino. "Fomos pioneiros em investir e adotar a Inteligência Artificial para nos apoiar no reconhecimento das peças consignadas, pois essa tecnologia permitiu agilizar o processo de autenticação".

De acordo com a empresa brasileira, a Inteligência Artificial aplicada conta com algoritmos visuais que abrangem mais de 45 milhões de imagens processadas. Com lentes microscópicas, a equipe da Inffino tira foto de partes das peças que são comparadas pelos algoritmos para identificar itens verdadeiros e falsos. Com a IA, ainda é possível reconhecer texturas, materiais, qualidade da costura e das imagens. Esse processo complementa o trabalho feito pela empresa, que verifica manualmente os itens e analisa detalhes que não poderiam ser analisados pela Inteligência Artificial, como peso, aromas específicos de cada bolsa, reconhecimento do barulho do zíper, entre outros.

Silbermann ressalta que quem compra está interessado em preços mais acessíveis e, por outro lado, quem tem boas peças e precisa de dinheiro enxerga a consignação desses produtos como oportunidade. O que reforça a necessidade de uma autenticação das peças mais ágil para que o produto seja disponibilizado rapidamente no e-commerce.

CIO2503

E-book por:

“Nosso trabalho é detalhado e precisa do ser humano. A adoção da tecnologia nos apoiou na agilidade para aprovar as peças que serão vendidas, já que a inteligência artificial confirma nossas análises manuais, tornando assim nossa autenticação 100% segura e mais rápida”, reforça Cássio.

A Inffino ainda emprega Power BI em sua operação. Segundo a companhia, o processo de controle de peças é, hoje, muito mais rápido, com atualização on-line que permite analisar o comportamento de vendas e clientes, acompanhando o histórico de compras, itens de desapego, marcas favoritas, entre outros. A tecnologia ainda permite que os fornecedores possam consultar seus dashboards on-line, acompanhando o histórico de vendas, peças disponíveis para a venda, recursos a receber, descrição dos itens e gráficos que os apoiam em seus desapegos.

“O mercado de brechó não é mais amador. Por meio de uma gestão profissional, empresas de todo mundo especializadas em second hand luxury estão crescendo em paralelo com o crescimento do mercado de luxo, que continua registrando aumentos consideráveis apesar das crises enfrentadas, como do Coronavírus”, comenta Silbermann.

Antes do início da pandemia, as vendas e-commerce de seminovos de luxo apresentavam altas. Segundo um estudo do Boston Consulting Group, o mercado mundial teve um crescimento de 12% ao ano, contra apenas 3% dos produtos novos. Apenas em 2018, os brechós de luxo movimentaram R$ 25 bilhões e a expectativa era de que até 2021 o número saltaria para R$ 36 bilhões, o que levaria o setor a responder por 9% de todo o mercado global de luxo.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15