Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Comércio inteligente entre empresas é uma tendência em alta
Home > Tendências

Comércio inteligente entre empresas é uma tendência em alta

Novos marketplaces B2B reúnem a mais alta tecnologia disponível para potencializar o comércio entre empresas cada vez mais baseadas em dados

Carlos Viali *

22/03/2018 às 7h02

marketplace_702256801.jpg
Foto:

Ter mais visibilidade em um mundo dominado pela tecnologia é o sonho de muitas marcas. No entanto, as pessoas estão cada vez mais resistentes às propagandas. Se antes era difícil resistir à tentação de clicar naquele anúncio que falava diretamente com você, hoje esses “cliques a mais” passaram a ser considerados armadilhas por muitos consumidores.

A natureza dos anúncios mudou: hoje os primeiros anunciantes digitais que acreditavam que a visibilidade seria conquistada pagando pouco para fazer com que a marca fosse vista de qualquer maneira estão assistindo à perda de valor, vendas e credibilidade dos seus negócios.

O público também não é mais o mesmo. De acordo com uma pesquisa publicada em 2017 pelo especialista em adblocking PageFair, o número de pessoas que usam bloqueadores de propaganda cresceu 30% em 2016, o que equivale a 615 milhões de dispositivos filtrando anúncios em todo o mundo.

Avançando mais no assunto, o mercado B2C já conta com novas alternativas de exposição, ainda mais efetivas e direcionadas ao seu público-alvo. Baseadas em conteúdo, essa nova publicidade expõe as marcas e produtos de maneira mais pertinente, por exemplo inserindo as mensagens e diferenciais da empresa em matérias relevantes, histórias de sucesso entre outros temas.

B2B: um espelhamento diferente do B2C
Os anos de revolução tecnológica trouxeram avanços inquestionáveis ao mercado B2C. As inovações baseadas em aplicativos que analisam dados para prever a demanda e/ou necessidades, robôs e serviços que atendem à necessidade do consumidor de forma imediata, entre tantas outras novidades incorporadas recentemente, moldaram também um novo mercado B2B, que tem evoluído.

Com um modelo de negócios conveniente para compradores e fornecedores, o desenvolvimento das plataformas que eu chamo de novos marketplaces B2B reúnem a mais alta tecnologia disponível para potencializar o comércio entre empresas cada vez mais baseadas em dados. Como hoje a exposição diferenciada e certeira de uma oferta ou produto é a maneira mais efetiva para conquistar novos clientes, fazer negócios virtuais com esse embasamento é o passo mais importante para quebrar regras estabelecidas já obsoletas.

Foi-se o tempo em que o processo de busca de fornecedores dava trabalho. Hoje, não é preciso gastar tempo com pesquisas em ferramentas de busca, já que as empresas podem encontrar diversos fornecedores em um único local já previamente analisados e homologados com performance medida embasada por dados de transações, com a vantagem de negociar melhores preços e prazos de pagamento.

marketplace

Ao reunir um grande número de compradores e vendedores negociando diretamente, conectados por plataformas, as compras únicas são agregadas e os vendedores têm acesso a novos clientes com o custo de transação menor. Hoje uma empresa é capaz de comprar vários itens diferentes com uma única ordem de compra. E com preços pré negociados, com serviços agregados para garantir a satisfação do cliente.

Com as taxas das transações mais baixas para os compradores, os fornecedores também ganham benefícios, como novas possibilidades de aumentar suas receitas e ganho da visibilidade do público certo - algo que as propagandas na web não garantem mais.

Em suma, demanda entendida e de maneira inteligente, compartilhada juntamente com o poder de conexão dos ‘novos’ marketplaces B2B cria uma onda de melhores negócios para fornecedores de todos os segmentos e portes, permitindo que um pequeno fornecedor, antes de alcançar o mercado regional, se torne global, ao mesmo tempo em que os grandes descobrem nichos nunca explorados. Viva o comércio inteligente entre empresas.

 

(*) Carlos Viali é consultor do Mercado Eletrônico

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15