Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Blockchain ajuda na neutralização da emissão de CO2 com certificados de energia renovável
Home > Tendências

Blockchain ajuda na neutralização da emissão de CO2 com certificados de energia renovável

Plataforma desenvolvida pela BlockC e Logicalis oferece segurança, rastreabilidade e auditabilidade a todo o processo

Da Redação

16/09/2020 às 15h59

Foto: Adobe Stock

Para minimizar o impacto da emissão de CO2 no meio ambiente, muitas empresas têm transformado suas linhas de produção. Entre as várias formas de tornar o processo mais sustentável e eficiente, muitas delas optam por neutralizar as emissões dos gases de efeito estufa em sua produção. Diante disso, a BlockC e a Logicalis desenvolveram uma plataforma baseada em blockchain que permite tornar essa tarefa mais simples e confiável.

A gestão responsável dos recursos tem estimulado o investimento de tempo e dinheiro na redução dos impactos na natureza. Além da noção do impacto nocivo ao meio ambiente e à população, muitas empresas são motivadas a tornar suas produções mais sustentáveis à medida que seus clientes tomam consciência desse processo e pressionam suas marcas a agirem a respeito. O interesse também vem do acesso a créditos financeiros especiais para empresas que comprovam medidas de sustentabilidade em suas produções.

Atenta a essa crescente preocupação das empresas, impulsionada pelo Acordo de Paris, de 2015, que a BlockC, especializada na neutralização das emissões de gases de efeito estufa (GEE), com o apoio da Logicalis, empresa global de soluções e serviços de tecnologia da informação e comunicação, desenvolveu uma plataforma baseada em blockchain que simplifica o processo de neutralização de carbono (CO2).

Por meio da tecnologia, as organizações conseguem neutralizar sua pegada de carbono decorrente de seu consumo de energia elétrica por meio de Certificados de Energia Renovável (RECs). A solução, baseada em blockchain, garante rastreabilidade, segurança, transparência e auditabilidade de todas as transações realizadas por meio dela.

“A plataforma orquestra um ecossistema de empresas que se relacionam e trocam informações por meio de ativos ambientais, como certificados de energia renovável, créditos de carbono ou certificados de descarbonização de biocombustível”, explica Eduardo Terzariol, Gerente Sênior de Tecnologia da Logicalis.

“Pioneira no mercado, a iniciativa segue as metodologias da ONU para o cálculo de emissões de gases de efeito estufa das companhias. A plataforma automatiza esse processo de contabilização ou inventário das emissões de GEE com base na cadeia produtiva da empresa, desde os fornecedores, passando pelos transportadores até o cliente final”, completa.

Para que se o cálculo seja feito de forma padronizada em todo o mundo, em 1998, o World Resources Institute (WRI) criou o GHG Protocol. Esse é o método mais utilizado em todo o mundo por empresas e governos para a realização de inventários de GEE, segundo a BlockC, que utiliza o método como base da sua plataforma.

Dentre as características dessa metodologia destacam-se o fato de ela ser modular e flexível, englobando três tipos diferentes de escopos de emissões: Escopo 1, emissões diretas de GEE provenientes de fontes que pertencem ou são controladas pela organização; Escopo 2, emissões indiretas de GEE provenientes da aquisição de energia elétrica que é consumida pela organização; Escopo 3, categoria de relato opcional, a qual considera todas as outras emissões indiretas, provenientes das atividades da organização que ocorrem em fontes não pertencentes a ela ou não submetidas a seu controle.

Adriano Nunes, co-Founder e COO da BlockC, esclarece que a neutralização das emissões dos gases de efeito estufa ainda é uma decisão voluntária de cada empresa ou pessoa física. “A iniciativa ganhou força no País, especialmente após o Acordo de Paris, em 2015, e vem crescendo ao longo dos últimos anos. Decidimos investir numa tecnologia que automatiza esse processo visando impulsionar ainda mais esse movimento no Brasil ao torná-los mais simples e rápido, tudo isso lastreado em certificados emitidos pela BlockC e certificados por empresas reconhecidas mundialmente, como a SGS, por exemplo”.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15