Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
7 maneiras pelas quais a Covid-19 mudou a TI para sempre
Home > Tendências

7 maneiras pelas quais a Covid-19 mudou a TI para sempre

As coisas nunca serão as mesmas. Aqui está uma olhada em como será a aparência da TI quando a ameaça da Covid-19 retroceder

John Edwards, CIO (EUA)

02/03/2021 às 11h01

Foto: Adobe Stock

A Covid-19 atingiu a TI como um tsunami no início de 2020, varrendo operações e processos estabelecidos há muito tempo, forçando os CIOs a identificar e implantar alternativas aceitáveis rapidamente. Agora, como a ameaça do vírus parece estar diminuindo gradualmente, os líderes de TI estão vendo um cenário radicalmente transformado, se perguntando como as operações e práticas essenciais se encaixarão em um “novo mundo normal” de negócios.

A pandemia reformulou as empresas de inúmeras maneiras. A TI também sentiu o impacto, deixando os CIOs se perguntando como seus departamentos lidarão e funcionarão em um mundo pós-vírus. Com as mudanças básicas já aparecendo, aqui estão sete maneiras pelas quais a Covid-19 transformou a TI permanentemente.

Agilidade agora é uma necessidade

A chegada repentina e inesperada da Covid-19 abalou as empresas profundamente, forçando muitas a buscar alternativas para as operações de negócios estabelecidas há muito tempo.

“A agilidade rapidamente se tornou a maior prioridade, pois … o comportamento do consumidor bem compreendido e as cadeias de distribuição fixas falharam”, diz Andy Mutz, Chefe de Engenharia, Novos Empreendimentos e Tecnologias da SAP. “As empresas precisavam abraçar e se adaptar a um mundo on-line/off-line totalmente unificado, valorizando a resiliência acima do custo puro, e a agilidade de TI tornou-se indispensável”.

CIO2503

E-book por:

Pelo lado positivo, a pandemia mostrou aos líderes de TI que é possível transformar com segurança as principais operações e serviços em um ritmo antes inimaginável. “As cargas de trabalho mudaram em um curto período de tempo de todas as maneiras para diferentes empresas”, diz Kirill Shoikhet, CTO da empresa de armazenamento definido por software Excelero. “A capacidade de aumentar, diminuir … ao mesmo tempo que se preocupa com os custos tornou-se a chave para a TI”.

A transformação digital dá um salto para frente

Embora muitas empresas já estivessem planejando iniciativas de transformação digital no início de 2020, a chegada da Covid-19 pressionou-as a acelerar o ritmo.

“Com distanciamento social, trabalho remoto e contato restrito para qualquer atividade, algumas empresas tiveram que adotar uma presença digital que não tinham antes, enquanto outras foram forçadas a se virar de novas maneiras”, observa Pieter VanIperen, Sócio-Gerente da PWV Consultants, uma empresa de consultoria de negócios de tecnologia. “A transformação digital está agora no radar das empresas em todo o mundo”.

Impulsionados pela necessidade, os líderes de TI começaram a investigar tecnologias que antes eram marginais. De repente, ferramentas promissoras - como modelos de autoaprendizagem baseados em IA - pareciam muito mais acessíveis. “Com a Covid-19, a tolerância ao risco dos CIOs mudou porque eles tiveram que implantar mais tecnologia nascente para manter seus negócios à tona”, disse Raj Hazra, Vice-Presidente Sênior de Produtos Emergentes e Estratégia Corporativa da fabricante de chips Micron Technology.

Mesmo antes, iniciativas relativamente menores, como entrada de tempo de projeto automatizada e processos de integração de funcionários, de repente se tornaram imperativas durante a pandemia. As organizações de TI se ajustaram à frequência e variedade de solicitações de automação sendo criativas, observa Bob Lamendola, Vice-Presidente de Serviços de Infraestrutura e Engenharia da fornecedora de serviços digitais e gerenciamento de informações Ricoh USA. “Muitas organizações provaram que podem se transformar, e o fazem em condições adversas”, diz ele. “Agora que se sabe, a aceleração só vai continuar”.

A colaboração agora é rotina

A pandemia evidenciou a necessidade das equipes de TI de aprofundar e fortalecer seus ecossistemas colaborativos. Ao se juntar a parceiros internos e externos, a equipe de TI pode obter acesso ao conhecimento e aos recursos necessários para se manter um passo à frente da concorrência.

“Esta é uma mudança permanente que era tendência antes da Covid chegar e se acelerou significativamente”, diz Brian Moore, Líder de Transformação de Tecnologia e Inteligência de Confiança na empresa de consultoria de negócios e tecnologia EY.

A Covid-19 forçou as empresas a se agarrarem a uma filosofia de TI “construída aqui” para reconhecer o valor inerente à colaboração de parceiros. “Seja para tecnologia incorporada em produtos ou produção baseada em nuvem e ferramentas de colaboração, o ecossistema continuará a ser importante para as empresas à medida que inovam e protegem sua posição competitiva no mercado”, explica Moore.

Mudar para uma abordagem ecossistêmica requer que os líderes de TI trabalhem de forma construtiva com as contrapartes externas. A gestão de fornecedores, por exemplo, exige a capacidade de articular claramente as necessidades e medir com precisão o desempenho de cada fornecedor. “Isso não é algo que tem sido feito historicamente por TI e requer atenção específica para garantir o sucesso”, observa Moore.

A conscientização sobre ameaças agora está aprimorada e expandida

A chegada repentina da Covid-19, combinada com sua falta de previsibilidade, pegou a maioria dos líderes de TI desprevenidos. Ameaças emergentes baseadas na tecnologia, como ransomware e ataques de negação de serviço, geralmente fornecem às empresas pelo menos algumas pistas sobre o que esperar e como se preparar e reagir. Mas a Covid-19 bateu forte e repentinamente, interrompendo operações críticas em questão de dias.

“Simplesmente não havia tempo para fazer avaliações de seis meses sobre diferentes opções de tecnologia ou para construir um roteiro de longo prazo para conformidade”, diz Jason Goth, CTO da empresa de consultoria de tecnologia Credera.

Repreendido pela experiência, um número crescente de líderes de TI está começando a tratar as ameaças comunicáveis, como a Covid-19, com o mesmo nível de importância dos desastres naturais, incluindo estratégias definidas em seus planos de continuidade de negócios/recuperação de desastres. “É algo que as empresas devem ser capazes de ativar sob demanda”, afirma Goth. “É difícil imaginar que possamos colocar esse gênio de volta na garrafa”.

A TI é aceita como um direcionador de soluções de negócios

Quando a pandemia paralisou as operações de negócios de longa data, a TI deu um passo à frente para fornecer soluções. As empresas que possuem capacidades técnicas avançadas foram capazes de criar novos produtos e serviços, diz Goth.

“Por exemplo, varejistas como Home Depot e Costco adicionaram coleta na calçada; restaurantes como o McDonald’s adicionaram novas opções de entrega; produtos de telecomunicações, como Zoom ou Teams, tiveram que adicionar ordens de magnitude em termos de escala, bem como novos recursos”, observa ele. “As empresas que conseguiram fazer as mudanças com rapidez e eficácia não só conseguiram sobreviver, mas também prosperar”.

No entanto, a Covid-19 também aumentou as expectativas da empresa. “Agora que as empresas sabem o que é possível, haverá muito menos tolerância a longos prazos de entrega, atrasos e desculpas para não ser capaz de entregar”, prevê Goth.

A TI agora é vista como um inovador financeiro

A Covid-19 permitiu que a TI assumisse a liderança em inovação financeira, principalmente em áreas voltadas para a tecnologia, como o comércio sem contato. “Embora a indústria tenha inovado a tecnologia de comércio sem contato por anos… a pandemia acelerou a transformação e a trouxe para a linha de frente”, disse Carol Juel, Vice-Presidente Executiva e CIO da Synchrony, empresa de serviços financeiros ao consumidor.

A pandemia aumentou a demanda do consumidor pela capacidade de realizar transações e processar pagamentos sem tocar em dinheiro, cartões ou teclados. “O que tornou este [desenvolvimento] tão significativo é o que levaria anos, demoraria … apenas alguns meses”, observa Juel, acrescentando que o uso de pagamento sem contato aumentou 150% em 2020.

Uma nova força de trabalho de TI está aparecendo

De repente, percebendo-se gerenciando equipes dispersas e enfrentando uma série de novos desafios sem precedentes, muitos líderes de TI começaram a reconhecer a necessidade de um novo tipo de especialista em TI.

“Em um nível básico, precisamos de iniciantes que possam trabalhar com pouca supervisão e se envolver e colaborar sem ficar ao lado de alguém”, explica Stephanie Nigh, Vice-Presidente de TI da Transact Campus, uma empresa de tecnologia cashless.

Uma mudança nos requisitos de pessoal e colaboração de TI abre a porta para oportunidades de criação de valor e talentos mais flexíveis, diz Marc Tanowitz, Diretor Administrativo da empresa de consultoria de negócios e tecnologia West Monroe. “Isso também significa que os líderes de TI precisam estar preparados para permitir que todo o negócio… trabalhe com mais agilidade”, acrescenta. “A implicação é que a TI precisará adotar uma mentalidade de produto iterativa, fornecendo largura de banda, ferramentas, plataformas e assim por diante para impulsionar a produtividade em uma força de trabalho remota e dentro das complexidades de ambientes de trabalho remotos/locais híbridos”.

A Discover Financial Services usou a Covid-19 para lançar uma evolução da força de trabalho com o objetivo de criar equipes de TI autônomas, menores e focadas no produto. “Vendo a velocidade com que podemos operar, destacamos muitas das ineficiências que foram incorporadas aos processos ao longo do tempo”, disse Amir Arooni, CIO e Vice-Presidente Executivo da Discover Financial Services. “Essa mentalidade de simplificação é um alicerce de nossa evolução tecnológica, pois queremos criar equipes autônomas que possam voar”.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15