Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
5 maneiras de acelerar os negócios digitais em 2021
Home > Tendências

5 maneiras de acelerar os negócios digitais em 2021

Aceleração dos negócios digitais é a tendência mais importante atualmente. Veja como os CIOs podem liberar recursos para tornar isso possível

Stephen Smith, CIO (EUA)

01/02/2021 às 11h32

Foto: Adobe Stock

A maioria (69%) dos conselhos de administração acelerou os negócios digitais em resposta à Covid-19, segundo relatório do Gartner. Os CEOs também estão procurando priorizar os investimentos digitais em 2021, enquanto planejam o crescimento e a recuperação em um mundo pós-pandêmico.

Para manter esse ritmo, os líderes de TI devem ser agressivos ao tirar coisas da lista de tarefas pendentes da organização e priorizar a liberação de tempo, atenção e recursos para alcançar a aceleração dos negócios digitais. Aqui estão cinco maneiras de fazer isso:

Remova os elementos da estratégia pré-Covid-19 que não são mais relevantes

Uma pergunta comum que nossos clientes faziam durante o auge dos bloqueios da Covid-19 era: Quando os negócios voltarão ao normal? Inicialmente, muitos estavam operando sob o pressuposto de que a pandemia era simplesmente uma interrupção das operações normais e estavam mantendo suas estratégias do início de 2020 em segundo plano. Em vez disso, os líderes empresariais devem reconhecer a realidade de que os elementos-chave do comportamento do cliente e dos funcionários mudaram fundamentalmente de maneiras que podem não se alinhar ao que foi imaginado no início do ano passado.

Na verdade, o relatório “2021 Board of Directors Survey”, do Gartner, concluiu que 48% dos conselheiros esperam que a empresa mude seu modelo de negócios como resultado da Covid-19, e 57% das empresas mudaram suas estratégias pelo menos um pouco por causa da pandemia. Por sua vez, os CIOs esperam que as mudanças na demanda, o envolvimento do cliente e as interrupções nas cadeias de abastecimento continuem em 2021. Para acomodar essas mudanças, os líderes de TI devem planejar um novo conjunto de opções de negócios estratégicas no novo ano, abandonar as estratégias anteriores e planejar vários cenários.

Evite manter uma postura de investimento pré-Covid-19

Os investimentos em TI e data centers legados são familiares e ainda amplamente realizados, mas exigem recursos que poderiam ser direcionados para a comprovação futura de resultados de negócios que se tornaram ainda mais importantes durante a pandemia. Iniciativas como segurança cibernética de nível empresarial digital ou hiperautomação valem tempo, dinheiro e esforço para se atingir as metas empresariais digitais pós-pandemia.

É imperativo para os CIOs pausar as iniciativas de inovação que foram concebidas antes da pandemia e renová-las apenas se atenderem aos novos imperativos de negócios digitais. Por exemplo, os CIOs devem interromper as iniciativas de inovação de dados que se concentram em prever o futuro usando dados do passado e, em vez disso, apontar a inovação de dados para inteligência e otimização em tempo real.

Minimize o atrito digital nas práticas de trabalho

O exagero atual em torno da automação e do futuro do trabalho perde a realidade de que os recursos analíticos e de tecnologia já alteraram a maneira como os trabalhos são executados, mas as estruturas empresariais não acompanharam. Consequentemente, a maioria dos funcionários experimenta níveis significativos de atrito digital, o que pode custar centenas de milhões de dólares por ano a grandes empresas. O Gartner estima que uma empresa com 25.000 funcionários perde US$ 175 milhões a US$ 195 milhões por ano em produtividade devido a processos desnecessários, burocracia e conjuntos de ferramentas ineficazes.

Uma pesquisa do Gartner descobriu que 41% dos funcionários fora de TI foram além de “usuários finais” de tecnologia para se tornarem produtores de tecnologia. Os CIOs que gerenciam ativamente o atrito digital podem transformar esses funcionários em instrumentos de mudança para acelerar o digital e responder com mais eficácia às ameaças e oportunidades.

Duas ações específicas que os líderes podem realizar para remover as barreiras do trabalho são acabar com a dependência da tomada de decisão centralizada - especialmente no que se refere ao gerenciamento de riscos - e suspender as avaliações de desempenho enquanto a crise do coronavírus continua em andamento. Em vez disso, capacite os funcionários à margem para tomar decisões responsáveis e apenas escalar as decisões essenciais. Redirecione a gerência intermediária e os recursos de RH que, de outra forma, estariam gastando energia em avaliações de desempenho para esforços de aceleração digital.

Pare as pesquisas de mercado intermináveis

Muitas empresas com as quais o Gartner trabalha realizam extensas pesquisas de mercado para ter certeza de que os novos produtos ou recursos que estão explorando são o que o mercado está explicitamente pedindo. No mundo digital, essa abordagem é um pouco equivocada por alguns motivos: uma pesquisa de mercado excessiva pode atrasar o lançamento do serviço a um ponto em que a empresa perde a janela de desempenho comercial ideal. Os clientes podem nem saber que querem um determinado produto até que ele seja lançado. E outros concorrentes podem aproveitar a oportunidade enquanto sua empresa ainda está pesquisando.

Os líderes de TI devem adotar táticas de capital de risco e construir um portfólio de ideias de “inicialização”, criar rapidamente um produto mínimo viável para cada ideia e desenvolver e escalar rapidamente. As parcerias e o codesenvolvimento com o cliente podem ajudar a obter um entendimento mais rápido do mercado para esses novos produtos e a espalhar o risco.

Mude o foco da otimização de operações para condições de negócios estáveis

Longos períodos de condições de negócios estáveis podem demorar algum tempo - se é que retornarão. Realizada antes da pandemia, a “2020 Gartner CIO Survey” descobriu que metade das empresas sofreu uma interrupção severa nos quatro anos anteriores. Em 2021, com a maioria das empresas se concentrando em iniciativas de negócios digitais, a interrupção digital ou a atividade de M&A podem ser as próximas.

As operações empresariais em condições estáveis praticam processos rígidos, enfatizam a produtividade e a eficiência de custos e enfatizam as estruturas e a cultura organizacionais. No entanto, para prosperar em meio à interrupção contínua, os líderes devem tirar a ênfase dessas coisas em favor da agilidade e aprendizado contínuo, resiliência e inovação e tomada de risco - atividades que preparam o negócio para futuras oportunidades e ameaças aos seus clientes, serviços e proposições de valor.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15