Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
5 razões para a utilização de low-code na modernização de software legado
Home > Tendências

5 razões para a utilização de low-code na modernização de software legado

Apesar do seu potencial simplificador, há alguns mitos ao redor do low code que podem atrapalhar a jornada de digitalização das empresas

Por João Paulo Varandas*

23/03/2021 às 13h01

Foto: Adobe Stock

O desenvolvimento em low-code voltou a ficar em evidência nos últimos meses. Quatro importantes motivos levaram as empresas a voltar suas atenções para ferramentas do tipo: a tecnologia acelera a implementação de novos serviços digitais; gera aplicativos seguros preparados para demandas atuais e futuras; é capaz de modernizar sistemas legados com mais agilidade e atua na automação de demandas por meio de diversas integrações.

De acordo com pesquisa da consultoria McKinsey, empresas que contam com ferramentas fortes para planejamento, desenvolvimento, colaboração e integração e entrega contínuas são 65% mais inovadoras do que as empresas que não se encaixam nesse perfil. Não se trata, portanto, de uma simples escolha tecnológica sobre partir para soluções low-code ou não, mas de benefício ao negócio.

Plataformas de low-code são muito mais amigáveis e estão em linha com a busca pela simplificação de processos e modernização de soluções, benefícios tão desejados pelas empresas. A verdade é que todas as áreas de negócios, sejam ela Marketing, Vendas, Operações ou Logística, buscam alternativas para organizar e simplificar o dia a dia.

Apesar do seu potencial simplificador, observo que alguns mitos podem atrapalhar a jornada de digitalização das empresas quando falamos de low-code. Elenco abaixo os cinco mais prementes:

CIO2503

E-book por:

1. Sempre foi assim

Não é raro um professional chegar em uma empresa nova com sede para inovar e fazer diferente, questionar processos e ouvir que eles são como são porque “sempre foi assim”. Essa nunca é uma boa resposta. Modernizar soluções não é só sobre buscar novas tecnologias. Suas soluções devem sempre estar prontas para o futuro e se transformar junto com o seu negócio.

2. Shadow IT

Ao longo dos anos, muitas formas de resolver o problema do “sempre foi assim” surgiram e por inúmeros vezes se criava a “infame” Shadow IT. A Shadow IT surgiu há alguns anos como resposta de profissionais que buscavam acelerar projetos, mas que tinham pouco ou nenhum respaldo da TI para colocá-los em prática. Contudo, sua prática chegava por meio de soluções que podem ser poucos seguras do ponto de vista de segurança da informação. As soluções baseadas em low-code são um grande aliado do time de TI, já que, facilitando a sua implementação, aproxima a TI e as áreas de negócios.

3. Foco em Parametrizações e Feature Toggles

Essa técnica permite que as soluções se adaptem a cenários que mudam com mais agilidade, já que o responsável pelo negócio pode habilitar as features de acordo com a evolução da empresa.

4. Melhoria contínua

Os softwares legados, por muitas vezes, foram desenvolvidos no modelo cascata de projetos. Nesse modelo, se escreve “em pedra” os requisitos funcionais e só depois eles seguem para o time de desenvolvimento. " Com a velocidade da transformação dos dias de hoje é imprescindível que as soluções acompanhem as melhorias dos negócios e é nessa seara que o low-code atua. Com soluções sendo aplicadas de forma mais rápida, você acelera o ciclo de entregas e mantém o processo sempre coberto.

5. Segurança da informação e trato com os dados sensíveis

No mundo atual, com Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR, na sigla em inglês) e outros acrônimos que tratam sobre segurança dos dados sensíveis, soluções devem estar sempre preparadas para serem auditadas, monitoradas e adaptadas para as novas leis. Uma solução moderna é, sem dúvidas, seu aliado aqui, já que muitas das soluções modernas já têm, na sua essência, todos os recursos necessários para garantir a segurança da informação.

*João Paulo Varandas é cofundador da inPaaS, solução de low-code da Plusoft

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15