Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
4 tecnologias que líderes de logística podem usar para proteger trabalhadores na pandemia
Home > Tendências

4 tecnologias que líderes de logística podem usar para proteger trabalhadores na pandemia

Líderes de logística devem implementar iniciativas tecnológicas para aumentar a segurança de motoristas

Da Redação

29/04/2020 às 12h00

Foto: Shutterstock

As medidas de isolamento social e o desligamento de indústrias fez com que líderes da cadeia de suprimento repensassem suas estratégias de logística e segurança garantir o bem-estar dos trabalhadores do transporte durante e depois a pandemia.

Em relatório, o Gartner sugere iniciativas como implementação de soluções telemáticas e de segurança em frotas, soluções de roteamento e agendamento de veículo, práticas virtuais para a tecnologia ajudar no distanciamento social e o uso de sensores de reboque e produto para ajudar a monitorar e localizar itens essenciais da cadeia de suprimentos.

"Como
a capacidade continua a diminuir e há menos motoristas na estrada, é
necessário mantê-los em segurança. Embora a segurança seja especialmente
importante agora, ela deve ser uma questão fundamental para os líderes
de logística o tempo todo. Felizmente, há uma variedade de tecnologias
disponíveis que aumentam a segurança do motorista e também ajudam a
executar operações mais eficientes agora e no mundo após o COVID-19,
disse Carly West, Analista Diretora da Prática da Cadeia de Suprimentos
da Gartner”. 

Abaixo, seguem as quatro indicações da consultoria para a situação: 

1) Implemente e use soluções telemáticas e de segurança em frotas para garantir melhor segurança ao motorista e reduzir custos 

Muitas
agências governamentais lançaram exceções temporárias relacionadas ao
horário do motorista para garantir um suprimento adequado de produtos
críticos durante a pandemia do COVID-19. No entanto, jornadas mais
longas aumentam o risco de direção cansada. 

CIO2503

E-book por:

As
soluções telemáticas podem ajudar a mitigar esse risco. As organizações
podem revisar as horas trabalhadas e fazer ajustes no cronograma, como
iniciar uma transferência com outro motorista. As soluções avançadas
também coletam dados sobre paradas fechadas e redirecionam os
caminhoneiros para locais alternativos. 

2) Empregue soluções de roteamento e agendamento de veículos para redirecionar remessas e reimplementar ativos em tempo real 

O redirecionamento pode ser aplicado à entrega do produto no início, no meio e, principalmente, na última milha. Os motoristas de estrada (OTR, do inglês off the road)
podem ser redirecionados com produtos críticos dos planos originais
para entregar em um centro de distribuição e, em vez disso, ir
diretamente para uma loja.  

Também
é necessário redirecionar e reimplementar produtos de motoristas de
meia milha que podem ser OTR e entregá-los a outro motorista para
entrega de milhas finais em uma zona vermelha. Em alguns casos, os
motoristas podem precisar ser redirecionados para longe de locais de
alto risco. 

"Permitir flexibilidade na reorientação e reimplantação de recursos está se tornando um requisito das empresas em meio ao surto de COVID-19", disse West.

“A implementação de soluções tecnológicas que permitem coisas como mapas de calor e cercas geográficas permite entender locais de alto risco e alertas proativos em tempo real para notificar quando as entregas chegarão. Isso poderia ajudar as empresas a serem ágeis e proativas também no futuro. Ter a capacidade de dinamizar planos de maneira rápida e fácil, usando tecnologia baseada nas necessidades da sua cadeia de suprimentos, pode diferenciar as empresas no futuro”.

3) Implemente práticas virtuais usando a tecnologia para ajudar no distanciamento social e na ativação de interações mais eficientes

O
distanciamento social é um desafio para todos os trabalhadores
essenciais, incluindo motoristas de caminhão e funcionários nos locais
de coleta e entrega, como armazéns, lojas ou instalações médicas. 

Os
líderes da cadeia de suprimentos e logística devem priorizar essas
interações por meio da tecnologia, tanto quanto possível, a fim de
evitar infecções por COVID-19. A eficiência e a economia de tempo
obtidas com esses métodos podem ser um benefício para a cadeia de
suprimentos muito depois do impacto da pandemia. 

“As
soluções tecnológicas ajudam a reduzir ao mínimo o contato físico.
Procedimentos de rotina, como check-ins de portão e assinatura de
papelada, podem ser movidas para a nuvem por meio de soluções de
software como serviço (SaaS). As plataformas de visibilidade de
transporte em tempo real sinalizam remessas que transportam mercadorias
essenciais, para que a equipe já possa se preparar com equipamentos de
proteção, como máscaras faciais e estar no local para recuperar ou
descarregar rapidamente”, disse West. “ 

Alertas
proativos também são uma boa prática para a entrega de última milha
para os consumidores finais. A tecnologia de rastreamento permite que
eles vejam quando a entrega está chegando em sua casa e quando ela
chegou”. 

4) Use sensores de trailer e produto para ajudar a monitorar e localizar itens críticos que se deslocam pela cadeia de suprimentos 

Com
toda a compra de pânico, itens como desinfetante para as mãos, material
de limpeza, máscaras faciais e produtos relacionados à saúde foram
esgotados do mercado, criando risco de roubo durante o transporte.  

A
escassez e a alta demanda por esses produtos criaram um ambiente
propício para roubo e produtos falsificados. Os produtos podem ser
roubados e vendidos por um preço muito mais alto devido à compra de
pânico. 

“Para
segurança do produto, os líderes da cadeia de suprimentos devem
considerar o uso de sensores em produtos e reboques para manter os
produtos seguros. Os sensores podem ser usados em reboques ou produtos
para rastrear o movimento do produto na estrada e definir alertas para
desvios ou problemas", disse West. "Usar a tecnologia para rastrear
produtos críticos e caros é uma prática inteligente para as empresas
terem um melhor controle sobre a localização e a segurança de seus
ativos”. 

Tags
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15