Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
2 erros que irão destruir seu projeto multicloud
Home > Tendências

2 erros que irão destruir seu projeto multicloud

Multicloud é o caminho a percorrer hoje em dia, mas lembre-se de que é uma arquitetura complexa e distribuída que a maioria está errando

David Linthicum

06/01/2021 às 10h43

Foto: Adobe Stock

Multicloud deve ser fácil, certo? Quero dizer, é apenas implantar e gerenciar mais do que uma única nuvem pública. Infelizmente, não é esse o caso. À medida que mais empresas implementam arquiteturas multicloud, alguns erros evitáveis acontecem continuamente. Com um pouco de compreensão, talvez você possa evitá-los. Vamos revisar os dois principais:

Não projetar e construir sua multicloud com nuvens em mente. Muitas empresas estão implantando duas, três ou, às vezes, mais nuvens públicas sem uma compreensão clara de como essa arquitetura multicloud será gerenciada a longo prazo.

Quando uma implantação multicloud muda para produção, há um grande número de serviços em nuvem causados pelo aproveitamento de várias nuvens públicas com serviços redundantes (como armazenamento e computação). Tudo se torna muito difícil para a equipe cloudops lidar. Eles não podem operar todos esses serviços de nuvem heterogêneos tão bem quanto deveriam, e a qualidade do serviço é prejudicada. Isso também representa um risco muito grande para a implantação em termos de operações de segurança e governança.

Existem algumas maneiras de evitar isso. Primeiro, não use multicloud se não estiver disposto a atender às necessidades operacionais. Atenha-se apenas a implantações de nuvem única. Isso tira todos os melhores serviços da mesa e reduz o valor do uso da nuvem. Segundo (a abordagem adequada), é automatizar quase tudo e aproveitar as abstrações (painel de vidro único) para gerenciar a complexidade e ainda fornecer os melhores benefícios da categoria.

CIO2503

E-book por:

Escolher tudo “nativo da nuvem”. Lembre-se de que as ferramentas que abrangem as nuvens públicas são as mais úteis. Você pode usar as mesmas interfaces e automação de uma nuvem para outra em sua multicloud.

Esta parece ser a escolha óbvia, mas muitas empresas que estão mudando de uma única nuvem para várias nuvens estão mantendo as ferramentas nativas que vieram com uma nuvem pública específica, como ferramentas de segurança e operações. As empresas que optam por manter ferramentas específicas de gerenciamento e monitoramento para AWS, Microsoft ou Google terão que aprender e aproveitar uma ferramenta por nuvem pública. O que não é muito eficiente.

Evitar esse problema é fácil de entender, mas não tão fácil de resolver. Embora os aplicativos nativos da nuvem sejam bons, usar apenas ferramentas nativas para todos os tipos de tarefas de gerenciamento e segurança não é uma boa ideia. Você precisará de pessoas que entendam cada ferramenta, não haverá comunicação e coordenação entre nuvens e a automação terá que ocorrer em vários lugares em vez de um. A solução é procurar ferramentas que abrangem nuvens e fornecem interfaces consistentes entre elas.

Multicloud é ainda uma ciência em evolução. Os provedores de nuvem pública não estão oferecendo boas orientações e ferramentas porque não é do interesse deles empurrar seus clientes para a multicloud. No entanto, se eles tentarem levá-lo a um padrão de design que aumenta sua complexidade, custos e riscos, evite esse caminho.

Tags
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15