Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
10 tendências para 2020 e como os CIOs podem se manter à frente delas
Home > Tendências

10 tendências para 2020 e como os CIOs podem se manter à frente delas

Após anos de interrupção digital e incertezas, as empresas estão, finalmente, entrando nos eixos. Veja o que está por vir para as equipes de TI

Serge Findling, CIO (EUA)

03/12/2019 às 7h47

Foto: Shutterstock

O famoso autor de ficção científica William Gibson poderia estar falando sobre a situação das empresas digitais quando disse: "O futuro está aqui - só não está uniformemente distribuído".

Embora algumas empresas tenham alcançado o nirvana da hiper velocidade, hiperescala e hiperconectividade, muitas estão lutando com iniciativas de transformação digital em silos, deixando-as afetadas pelas forças da concorrência e do mercado.

Leia mais em IT Trends:

Ainda não houve um "ano de acerto de contas" para os CIOs na era digital, mas o tempo para a ação está diminuindo, pois os concorrentes estão acelerando seus esforços digitais. Ainda assim, existem ações concretas que os CIOs podem e devem tomar para criar "futuras empresas" nativas em digital.

As previsões a seguir, baseadas no "IDC FutureScape: Worldwide CIO Agenda 2020 Predictions", apresentam informações sobre tecnologias, mercados e ecossistemas para ajudar os CIOs a entenderem melhor as tendências, seu impacto nas organizações e quais as etapas a serem seguidas no ano que vem.

1. Até 2024, 80% das organizações digitalmente avançadas substituirão o modelo de TI tradicional por um modelo de autoatendimento. O fornecimento de bibliotecas de soluções em nuvem, funções como serviço (FaaS) e ferramentas de low code/no code, que são facilmente acessíveis e utilizáveis ​​por usuários que não são de TI, permitem que a empresa responda rapidamente às mudanças no mercado sem a necessidade de envolver a equipe de TI, mas com a garantia de que essas soluções sejam seguras e compatíveis. Para realizar a transformação, os CIOs precisam de uma visão clara do futuro desejado, desenvolvendo o projeto em parceria com executivos e líderes de negócios (LOB). Além disso, os planos devem ser compartilhados amplamente com a empresa e seus parceiros.

Recomendações: Invista no treinamento de desenvolvedores de TI para projetar e desenvolver essas ferramentas digitais e faça parceria com fornecedores para aproveitar os seus conhecimentos. Crie plataformas digitais com APIs / microsserviços de dados para criar ambientes abertos de autoatendimento. Crie laboratórios e centros de excelência para que os desenvolvedores de LOB trabalhem com a equipe de TI para uma transferência acelerada de conhecimento.

2. Até 2023, 65% dos CIOs serão líderes empresariais que evoluirão suas empresas em centros de excelência para apoiar a inovação. O papel mais eficaz dos CIOs será a construção de equipes de TI que sejam centros de conhecimento, tecnologias e melhores práticas digitais, integrando proativamente os esforços em toda a companhia. Os líderes e profissionais de TI precisarão se tornar mais proativos na condução de mudanças, antecipando as necessidades dos negócios, os serviços de TI e a evolução faseada da plataforma, e desenvolvendo as habilidades, capacidades e influência necessárias em tempo real.

Recomendações: Concentre-se na construção de uma cultura de aprendizado colaborativo, ensino e treinamento. Crie um mapa das habilidades necessárias em cada estágio, levando em consideração o ritmo da evolução planejada. Crie redes de parceiros para preencher lacunas de habilidades e competências

3. Impulsionadas pela escalada de ameaças cibernéticas e pelas novas funcionalidades necessárias, 65% das empresas modernizarão agressivamente os sistemas legados com extensos investimentos em novas plataformas de tecnologia até 2023. A correção e a manutenção de sistemas legados podem não acompanhar o crescimento dos riscos cibernéticos, mas a modernização é cara e pode ser uma decisão difícil para os líderes empresariais. Fornecer novas funcionalidades e capacidades ​​é uma fonte mais viável de alavancagem.

Recomendações: Prepare um case, refletindo sobre necessidades importantes para os negócios, como experiência do cliente, para suportar os gastos com a substituição em larga escala de sistemas legados. Crie um plano de modernização trabalhando em parceria com os executivos para criar suporte ao projeto. Use abordagens de design e desenvolvimento de segurança para evitar a criação de novas falhas.

4. Até 2023, como pilar da sua abordagem de várias nuvens, 70% das equipes de TI implementarão um manual estratégico de contêiner / abstração / API para aprimorar a portabilidade de aplicativos e a flexibilidade de hospedagem. As organizações bem-sucedidas estão adotando estratégias de contêiner / abstração e dobrando seus esforços de API e microsserviços para alcançar a modernização, automação de processos, independência do ambiente de computação, isolamento de aplicativos, melhor qualidade e maior escalabilidade. Os CIOs que não adotarem abordagens de contêiner / abstração descobrirão que a sua falta de agilidade, mobilidade e escalabilidade representam importantes desvantagens competitivas.

Recomendações: Faça dos microsserviços, juntamente com os contêineres, o padrão arquitetural preferido para todos os novos aplicativos. Implemente e expanda o DevOps para criar um modelo de evolução permanente. Explore modelos sem servidor e de funções como serviço para atender às necessidades de computação sob demanda.

Mais histórias da CIO Brasil

5. Até 2022, 70% das equipes de TI terão migrado de construtores e operadores para designers e integradores de soluções digitais que definem todos os produtos, serviços ou processos. O desafio para os CIOs é que as empresas, auxiliadas e incentivadas pelos fornecedores, assumam mais funções de criação e implantação de tecnologia, independentemente da TI apoiar ou não essa mudança. Se os CIOs se recusarem a mudar as funções de TI ou abdicarem da responsabilidade pelas soluções de tecnologia, as consequências para os seus negócios poderão ser terríveis. É muito melhor para os CIOs planejar e gerenciar a transição, trabalhando de perto com os executivos.

Recomendações: Desenvolva estratégias de plataforma digital e API para permitir a integração rápida e segura de diversos aplicativos e sistemas. Invista na experiência do usuário. Crie centros de excelência para verificar e selecionar aplicativos e ferramentas digitais.

6. Até 2023, 80% das equipes de TI acelerarão o desenvolvimento de software para permitir a implantação de, pelo menos, atualizações e revisões semanais de código. Muitas equipes ainda não dominaram a capacidade de fornecer código de maneira rápida e confiável para gerar valor contínuo aos negócios. Mesmo que necessário apenas para aplicativos selecionados, as equipes de TI devem criar os recursos para implantar pelo menos atualizações e revisões semanais de código. Os CIOs terão que trabalhar para alcançar os verdadeiros recursos ágeis e de DevOps.

Recomendações: Pense em produtos e resultados de negócios, não em projetos. Modularize para a adaptabilidade. Acelere o DevOps e a integração / implantação contínua, e capacite a força de trabalho a desenvolver novas abordagens para criar e fornecer software.

7. Até 2022, 40% dos CIOs liderarão a inovação nas suas empresas. Os CIOs são uma escolha lógica para liderar a transformação digital. Eles estão em uma posição única para se tornarem líderes em inovação, já que possuem profundo conhecimento em tecnologias digitais. Além disso, esses executivos têm capacidade de visualizar mudanças nos negócios orientadas pela tecnologia e, o mais importante, uma compreensão de como os seus negócios funcionam. Os CIOs que forem bem-sucedidos nas funções de líder em inovação poderão formular visões digitais atraentes e recrutar o restante da empresa para ajudar a concretizar o objetivo. O sucesso será conquistado (ou perdido) com base na capacidade de comunicação, construção de relacionamentos e cumprimento de compromissos.

Recomendações: Crie uma base de fornecimento confiável de serviços de TI e solução proativa de problemas. Impulsione a visão digital desenvolvida em conjunto com outros executivos. Crie algumas iniciativas digitais limitadas, mas ainda substanciais, para demonstrar valor.

8. Até 2022, a implantação de inteligência artificial (IA) para aumentar, otimizar e acelerar as operações de TI será uma das principais iniciativas de transformação para 60% das equipes de TI. A pesquisa de opinião realizada em agosto de 2019 pela IDC mostra que mais de 54% das equipes acreditam que a IA trará um valor significativo na automação de operações e otimização de TI. O desafio para os CIOs não é encontrar recursos para automatizar a TI, mas se concentrar nas oportunidades que oferecem mais impacto. Os CIOs devem começar decidindo os seus imperativos estratégicos, seja redução de custos, reimplantação de talentos, aumento da taxa de transferência de TI ou outros.

Recomendações: Use parcerias com universidades, consórcios, startups e outros para construir um banco de talentos de IA. Automatize as operações para conectar silos e otimizar processos. Faça da qualidade do serviço uma meta-chave com métricas na automação de operações.

9. Até 2024, 75% dos CIOs remodelarão todos os recursos de TI, incluindo orçamentos, ativos e talentos. Os líderes enfrentam muitos obstáculos na busca por velocidade e agilidade, mas talvez o mais substancial seja a falta de flexibilidade e fluidez em financiamento e recursos. A alocação de recursos fluidos pode fornecer uma vantagem competitiva importante. É uma base necessária para alcançar a verdadeira agilidade organizacional e deve estar no topo da lista de prioridades dos CIOs que buscam a transformação da TI.

Recomendações: Trabalhe com recursos humanos e finanças para criar novos sistemas de contratação, gerenciamento de desempenho e orçamento. Trabalhe com os executivos para criar mecanismos para manter sincronizados os recursos e orçamentos de TI / operações. Use ciclos do tipo ágil para segmentar e reequilibrar continuamente a alocação de recursos de TI.

10. Até 2023, 60% dos CIOs implementarão programas formais de experiência dos funcionários. Depois de montar uma série de iniciativas de engajamento de funcionários malsucedidas, desconectadas e dispersas, os CIOs de alto desempenho estão montando programas estratégicos, baseados em resultados e orientados a objetivos, que fundem aprendizado, colaboração e inovação contínuos. Essas experiências envolventes aumentarão a produtividade dos colaboradores e atrairão os melhores talentos. Na maioria dos casos, esses programas serão componentes importantes das iniciativas empresariais.

Recomendações: Crie uma cultura centrada no ser humano para produtos e serviços de TI, focando no entendimento das motivações, desejos e necessidades dos segmentos-alvo dos trabalhadores. Trabalhe com recursos humanos e executivos para conceber e projetar a experiência dos funcionários. Use abordagens ágeis e iterativas, juntamente com práticas como pesquisa etnográfica e design thinking, para projetar e desenvolver experiências de aprendizagem.

À medida que o ritmo das transformações digitais acelera, o sucesso digital se torna mais difícil. Para aumentar as suas chances de sucesso, os CIOs precisam ter um plano e uma estratégia para dividir os componentes constituintes da transformação digital em blocos gerenciáveis. Eles também precisarão evitar criar iniciativas de negócios digitais sem ter os elementos básicos. De fato, várias das nossas previsões e recomendações para 2020 abordam a construção dessas infraestruturas, que são essenciais para o desenvolvimento da nova empresa digital.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

<

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15