Home > Notícias

Telefònica coloca seus data centers à venda

A Telefônica Brasil ainda não se pronunciou sobre o assunto e não se sabe se a venda inclui os data centers no País

Da Redação

11/02/2019 às 19h08

Foto: Shutterstock

O grupo espanhol Telefònica, que conta com operações no Brasil com a marca Vivo, colocou seus data centers à venda. A informação foi compartilhada pelo jornal El País, que afirma que empresas norte-americanas como Digital Realy e Equinix, além do fundo de investimento Brookfield, já apresentaram propostas para compra das unidades.

Por meio de nota emitida na última sexta-feira (8/2), e enviada à CNMV, a empresa confirmou os rumores, dizendo que "baseada em uma estratégia de criação de valor e posicionamento estratégico, está explorando a possível venda de alguns de seus data centers".

Os valores, segundo a reportagem, estariam na casa dos US$ 600 milhões. A Telefônica Brasil ainda não se pronunciou sobre o assunto e não se sabe se a venda inclui os data centers no País.

A companhia possui 25 data centers, distribuídos em nove países, nos quais oferece serviços para clientes e sistemas internos operadora. As instalações estão na Espanha, Brasil, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Argentina, México e EUA.

No Brasil, o data center, localizado em Barueri (SP), foi inaugurado em 2012, com investimentos de R$ 400 milhões. Quatro anos depois, em 2018, a empresa aportou novos R$ 125 milhões para ampliar o espaço.

A possível venda seria mais um passo da política de desinvestimentos da companhia, visando reduzir a dívida. No final do terceiro trimestre, o endividamento líquido chegou a 42,6 milhões de euros, com uma redução de 3,7% em relação ao final do ano anterior.

Em novembro passado, a agência Bloomberg já havia adiantado que a empresa de telecomunicações espanhola estava considerando a venda de seus Data Centers.

A Telefónica enquadra essa possível operação em "sua política de gestão de portfólio baseada em uma estratégia de criação de valor e posicionamento estratégico".

Nas últimas semanas, a política de desinvestimento da Telefónica focada na redução da dívida do grupo se materializou com a venda de seus ativos em El Salvador e na Guatemala por aproximadamente 570 milhões de euros. O mercado também espera que, em pouco tempo, a operadora finalize o acordo para a venda de outros ativos na América Central, especificamente no Panamá, Costa Rica e Nicarágua.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail