Home > Tendências

Sun adquire MySQL: Qual o impacto para os CIOs?

A ampliação da plataforma LAMP e a maior atenção dos CIOs devem ser algumas das mudanças

Trend Toderash, CIO EUA

18/01/2008 às 18h44

analise_int.jpg
Foto:

A Sun Microsystems anunciou na quarta-feira que irá adquirir a MySQL em um acordo de US$ 1 bilhão. Acabando com a especulação de que a MySQL seria candidata a um IPO este ano, o time da empresa, ao invés, aceitou US$ 800 milhões à vista e US$ 200 milhões em opções. O CEO da MySQL Marten Mikos irá se unir aos executivos do time da Sun e a companhia que ele lidera será embutida nas operações da Sun quando a transação for concluída, no terceiro ou quarto trimestre. Esse é um grande negócio – não por causa dos dólares envolvidos, mas por causa da importância das duas companhias.  

Durante a consolidãção das duas empresas, haverá alguma metamorfose e mudança enquanto a poeira assenta; no momento, ninguém parece apto a dizer o que acontecerá durante esse desenvolvimento. Há expectativa por novas ofertas ou modificações ou pacotes, mas nada deve ser muito diferente do que há no mercado.  

A MySQL é um dos sistemas líderes de gerenciamento de banco de dados, mais famoso pelo acrônimo LAMP – representando a plataforma do Linux, Apache, MySQL e PHP (ou Pearl, para alguns). 

Como o CEO da Sun Joanthan Schwartz colocou em seu blog esta manhã, “Estamos colocando um bilhão de dólares atrás do M de LAMP”. LAMP é a plataforma de escolha para a vasta maioria das companhias de Web 2.0, então o impacto será sentido de forma ampla.  

Além disso, a força da Sun na arena corporativa e o comprometimento expressivo para otimizar a plataforma LAMP e armazenar uma variedade de sistemas operacionais, incluindo Microsoft Windows e a OpenSolaris OS, significa um significativo alargamento para a MySQL no mercado de US$ 15 bilhões de armazenamento de dados. Os CIOs que têm se mostrado relutantes em relação ao MySQL no passado estarão inclinados a dar uma segunda olhada. Com uma empresa como a Sun por trás da MySQL, muitas das preocupações dos gerentes de TI podem ter sido neutralizadas.  

Por sua parte, a Sun estava deficiente de um sistema de gerenciamento de banco de dados em sua oferta de hardware, sistemas operacionais, softwares e serviços. A omissão estava prestes a se tornar uma grande barreira, mas através de um entendimento e suporte mutuo de ideais a favor de código aberto, a Sun pode ter encontrado o parceiro ideal na MySQL. Incluir em seu portfólio um sistema de gerenciamento de banco de dados possibilita a ela novas incursões em direção à criação de uma plataforma de aplicação para Web que inclui Java e NetBeans. Isso coloca a Sun em uma boa posição na tendência de Software como Serviço (SaaS), que pesará muito nas tecnologias de banco de dados. Rich Cgreen, vice-presidente executivo de software da Sun, de fato, se referiu a MySQL como a base para uma nova economia da rede. A Sun está claramente solidificando uma posição para estar apta a se apoderar e lucrar com a economia da Internet.  

Para o CIO típico que está usando Sun ou MySQL isso é ótimo. Green e Mikos concordam que esse negócio trará uma grande variedade de novos clientes para o foco de ambas as companhias.

O expertise corporativo da Sun levará a otimização da MySQL tanto para cima quanto para baixo. Ao mesmo tempo em que a MySQL é desdobrada em ambientes corporativos adicionais, a Sun trará sua experiência em ficar por trás dos usuários para suporte em ambientes de missão critica. 

Zak Greant, um estrategista de eletrônicos e defensor do código aberto, é o fundador do Foo Associates e tem um background em MySQL. “De fora,” diz ele, “parece bom. A Sun tem tido uma abordagem forte e consistente nos últimos três anos”. Ele estima que a maior benefício para a MySQL será na percepção de estabilidade, e ele antecipa a melhor integração de produtos com o passar do tempo. 

Para a Sun, o fato representa “mais oportunidades para ser mais importante para mais clientes,” diz ele, acrescentando que muitas delas podem agora olhar com mais seriedade para a oferta de hardware da Sun.  

Os defensores do código aberto tendem a ficar em paz que o negócio, também. Mikos se referiu à Sun como o “lar perfeito” para a MySQL, notando que nenhuma outra companhia se comprometeu tanto com código aberto como a Sun, “e essa é parte bela da história,” diz ele.  

Para o CIO que não está usando Sun ou MySQL, pode ser hora de requestionar os vendedores quando chegada a hora; o casamento das  duas companhias, em alguns casos, irá significar que uma única fonte de venda estará disponível. Se isso foi um fator determinante nas decisões do passado, existe um novo e competente pretendente na área.  

Assim como para os investidores, o preço das ações da Sun subiram após anunciada a compra.

 

Brent Toderash passou toda sua carreira em negócios e TI como gerente, consultor e empresário. Ele é escritor freelance, pensador e estrategista trabalhando de Winnipeg, Canadá.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail