Home > Gestão

Sua organização está pronta para o aumento de compras na Black Friday?

Por que e como devemos nos preparar para a temporada de festas

Srinivasa Raghavan*

28/11/2019 às 11h30

Foto: Shutterstock

A Black Friday e a temporada de compras natalinas estão chegando, então é hora das organizações do setor de varejo se prepararem. No ano passado, mais de 1,2 bilhão de visitas foram realizadas aos sites on-line de varejo do Reino Unido durante a semana da Black Friday. Assim, à medida que a Cyber Week se inicia e as expectativas dos consumidores aumentam, garantir o desempenho adequado do site e uma boa experiência do cliente nunca foi tão crucial.

Um olhar sobre o mercado atual

Vamos analisar mais de perto o impacto da temporada de festas nas organizações do setor de varejo e as previsões para onde o mercado está caminhando:

● No Reino Unido, a Black Friday sozinha gerou 1,49 bilhão de libras em vendas on-line em 2018, ultrapassando os 1,39 bilhão de libras de 2017;

● De acordo com um novo relatório, o varejo dos EUA e do Reino Unido espera um crescimento médio de 25% na receita ano a ano na Black Friday e um aumento de 28% na temporada de festas como um todo;

● Sessenta e um por cento dos varejistas já começaram os preparativos para os feriados;

● A Europa agora lidera o ranking de compras feitas em dispositivos móveis, com 67% do tráfego de varejo proveniente desse canal.

Não há dúvida de que a temporada de férias é uma grande oportunidade para as organizações do varejo, mas o desafio está em gerenciar efetivamente o enorme aumento de visitantes do seu site e garantir que os usuários finais tenham uma experiência positiva.

Então, vamos mergulhar em algumas dicas importantes sobre como preparar seu site para a temporada de compras neste fim de ano.

Teste, teste e teste um pouco mais

Peça ao seu departamento de TI que simule os piores cenários possíveis para ver como o site se comporta. Não tenha medo de falhar aqui; a falha de cada elemento é uma oportunidade de aprender sobre os pontos fracos do seu site para que possa resolvê-los e manter uma experiência de compra estável e gratificante para os clientes.

CIO2503

E-book por:

Fique de olho em tempos de carregamento e resposta ruins (front e back-end), problemas com transações críticas e latência da rede. CPU, memória, uso de disco e atividade de rede são os suspeitos comuns de declínio no desempenho do servidor; portanto, se o site estiver com problemas, comece por aí.

Se você é um grande varejista ou loja de comércio eletrônico que atende a uma base global de clientes, também deve verificar o desempenho do seu site em várias regiões geográficas para garantir a disponibilidade em diferentes locais.

Mantenha-se seguro

No ano passado, a poderosa Amazon sofreu uma grande violação de seus dados, o que levou à divulgação de nomes e endereços de e-mail de clientes em seu site - apenas dois dias antes da Black Friday. Com os servidores executando grandes volumes de tarefas em segundo plano e lidando com grandes volumes de tráfego, as falhas de segurança costumam ocorrer de tempos em tempos.

Embora as falhas de segurança possam ser compreensíveis da perspectiva do profissional de segurança, os consumidores raramente se sentem tão empáticos quando descobrem que suas informações privadas foram expostas. Para atenuar esse problema, você deve monitorar seus servidores para acompanhar o que está mudando, o que está sendo acessado e quando.

Também é importante monitorar os logs gerados por servidores, aplicativos e dispositivos de segurança. Com a enorme carga de tráfego que seus servidores estão prestes a experimentar, ficar de olho nesses logs ajudará a manter sua infraestrutura o mais segura possível.

Benchmark. Otimizar. Repetir

O truque é definir parâmetros de referência para tempo de resposta, latência da rede e outras métricas de desempenho e examinar os resultados depois que o departamento de TI bombardeia artificialmente seus servidores, simulando o tráfego da Black Friday.

Você pode não gostar do que vê no início, mas o benchmarking e a otimização são fundamentais para o sucesso. Com algum trabalho, as áreas problemáticas da infraestrutura do seu site podem ser tratadas com bastante antecedência, garantindo a disponibilidade do site quando for mais importante. Priorize suas descobertas, ajuste seus benchmarks e repita os testes até que você esteja razoavelmente satisfeito com o resultado.

Certifique-se de se posicionar também contra os sites dos concorrentes, pois é contra isso que você está enfrentando. Esteja avisado: realizar qualquer revisão importante do site exige tempo - muito mais do que resta antes da temporada de compras deste ano -, por enquanto, é melhor aprimorar o que você possui, em vez de reiniciar do zero.

Monitorar

Quando finalmente chega o dia, resta apenas uma coisa: monitorar tudo. O comportamento de todos os elementos da web, o desempenho de todos os plug-ins, todos os logs de segurança suspeitos - configurar alertas para qualquer coisa que ultrapasse seus novos benchmarks de desempenho firmemente estabelecidos, para que você possa resolver qualquer problema de desempenho antes que eles afetem seus usuários finais.

Dado o escopo do monitoramento, convém automatizar a recuperação de processos inativos, picos de CPU, utilização de disco e outros problemas. Dessa forma, você pode se concentrar em grandes problemas, como planejamento de capacidade e interrupções.

As automações também podem ajudar a reduzir significativamente o tempo médio de reparo (MTTR) de incidentes. Proporcionar uma boa experiência ao cliente depende do desempenho superior do site e do sistema. Você pode fornecer isso para sua organização, avaliando o comportamento de seu site, tomando medidas para garantir que sua infraestrutura seja segura, estabelecendo, testando e monitorando todos os parâmetros de desempenho.

*Srinivasa Raghavan é gerente de produto do Site24x7

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail