Home > Carreira

Se você é um líder, não espere por previsões. Faça acontecer

As novas gerações querem fazer parte das decisões. A liderança nunca será tão desafiada como em 2019

Celso Braga *

22/01/2019 às 18h15

Foto: Shutterstock

Desculpem a brincadeira. Ninguém é capaz de prever o futuro. O que posso fazer é indicar tendências que, de alguma forma, estão acontecendo e que, por ser líder desde os dezenove anos, com pelo menos trinta anos desenvolvendo líderes, posso apontar.

O que mais escutei no último ano foram pedidos para ajudar às lideranças a serem mais inspiradoras. Recentemente, falei sobre a diferença entre ser controlador, centralizador e inspirador no meu livro – EmpowermentUma liderança que inspira. Vamos lá, por que as lideranças estão precisando se tornar inspiradoras?

As novas gerações querem fazer parte das decisões, querem admirar seus líderes, querem que eles ou elas os apoiem em seu desenvolvimento e só uma liderança inspiradora pode fazer isto. Além do desejo dos liderados, existe a necessidade de respostas para os desafios do momento que se apresentam cada vez mais complexos e que precisam ser resolvidos utilizando a potência de todos os envolvidos. Se antes os líderes sabiam muito sobre muito, agora sabem pouco sobre muitas coisas que são totalmente desconhecidas.

Você acha que sabe o que é transformação cultural? Em 2019 você vai ter que saber. Você acha que sabe o que é excelência no atendimento ao cliente? Em 2019, vai ser colocado diante de necessidades desses clientes como nunca. Você acha que sabe como ser mais eficiente? Vai descobrir em 2019 que eficiência não está só no fazer e sim em novas formas de pensar. Você acha que sabe lidar com os liderados? Em 2019, haverá mais gerações e a sua liderança padrão vai desaparecer como forma de gestão.

O que acontece que tudo está em 2019? Se tudo andar como imaginamos, sairemos da maior crise de nossa história no Brasil e teremos de enfrentar muitos desafios para voltar a crescer e tudo que podíamos fazer devagar e com paciência nos testará a ser ágeis e equilibrados emocionalmente.

Não sei se percebem isso, mas meus liderados são mais exigentes do que eram antes, mais questionadores e querem mais de suas vidas que só trabalhar intensamente. Desse modo, estão também meus filhos, estão os grupos dos quais participo, buscando compreender as mudanças para o futuro. Um certo caos e loucura por correr atrás do que deixamos de lado por uns três ou quatro anos. A liderança nunca será tão desafiada como em 2019.

O futuro chegou e ele não é mais tão distante, está cada vez mais perto, incerto e sem respostas prontas. Então se você é líder e quer saber das previsões não espere muito. Faça acontecer.

 

(*) Celso Braga é mentor do CEO EM CEM, serviço e mentoria para auxiliar executivos na conquista de posições de alta liderança

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail