Home > Carreira

Quais são tendências de contratação e os salários em TI para 2019?

Falta de talentos pressiona práticas de contratação e capacidade das organizações de oferecer salários competitivos em um mercado restrito

Sarah K. White, CIO EUA

13/07/2019 às 9h43

Foto: Shutterstock

As mudanças fazem parte da vida da TI. Por conta da ampla gama de tecnologias emergentes e transformações digitais, o ritmo no setor vem sendo acelerado. Mas apesar das mudanças, uma das facetas continua a mesma: as empresas de TI seguem lutando para encontrar talentos para dar conta das demandas.

A falta de talentos pressiona as práticas de contratação e a capacidade das organizações de oferecer salários competitivos em um mercado restrito. Por outro lado, as tendências apontadas pelo Guia de Salários da Robert Half 2019 (em relação ao mercado norte-americano)sugerem que as companhias estão se adaptando e encontrando maneiras de preencher as lacunas, mesmo que não possam atrair os melhores profissionais disponíveis.

O Robert Half entrevistou 2.600 profissionais responsáveis pela contratação de TI na América do Norte para encontrar tendências na área e descobrir o que as empresas valorizam nos candidatos. Se você está procurando por novos talentos ou embarcando em novas iniciativas de TI, aqui estão sete tendências que impactam os salários de TI e as contratações neste ano.

Transformação digital moldando as contratações

A transformação digital está levando as empresas a evoluir no relacionamento entre TI e outras unidades de negócios. Hoje em dia, as empresas estão ansiosas para criar e oferecer “novos produtos e serviços, melhorar a experiência do cliente e gerar receita”, segundo o relatório - e elas estão cada vez mais recorrendo à TI como cocriadora.

Para ter sucesso nesses novos empreendimentos, as empresas geralmente precisam contratar capacidades específicas. Mas os esforços da transformação digital podem ser rapidamente frustrados pela escassez de talentos. Na verdade, mais da metade dos departamentos de TI da América do Norte entrevistados disseram que estavam com falta de mão de obra. Apesar disso, o relatório também revelou algumas estratégias que as empresas estão usando para contornar a dificuldade de encontrar talentos.

Trabalhadores temporários

Quando se deparam com a escassez de talentos, os departamentos de TI estão recorrendo a “consultores para projetos e outros profissionais temporários”, segundo o relatório. O uso de uma "estratégia de equipe flexível" pode ajudar os departamentos de TI a permanecerem ágeis para que possam entrar rapidamente em novos projetos, atualizações, implementações e migrações de nuvem sem atrapalhar as operações diárias.

A contratação de funcionários temporários ou de consultores também pode permitir que os departamentos de TI respondam às lacunas de habilidades ou aguardem até que possam encontrar um funcionário em tempo integral para o trabalho. Em alguns casos, os departamentos de TI podem ter apenas uma ou duas vagas que precisam ser preenchidas e que não exigem um trabalhador em tempo integral, o que cria a oportunidade perfeita para contratar profissionais freelancers ou trabalhadores temporários.

Flexibilidade

Os setores emergentes para a TI em 2019 são o financeiro, manufatura, saúde e software como serviço (SaaS). Esses setores exigem mais do que apenas conhecimento de TI: os gerentes estão procurando contratar funcionários com conhecimento específico da área para que possam ajudar a impulsionar a transformação digital. No entanto, encontrar profissionais de tecnologia com habilidades específicas reduz ainda mais o número de talentos. É por isso que 46% dos líderes de tecnologia disseram que recorrem a recrutadores especializados para encontrar os profissionais adequados.

Soft Skills

Como a tecnologia assume um papel fundamental em todos os negócios, é importante contratar profissionais de tecnologia que possam se comunicar e colaborar com departamentos não técnicos. Isso significa que os empregadores estão mais interessados ​​em candidatos que saibam escutar, que tenham pensamento crítico e habilidades de comunicação.

Espera-se, ainda, que as empresas tenham conexão e confiabilidade nos serviços de TI em quase todas as unidades de negócios. Essa colaboração significa que as companhias precisarão de mais funcionários com raciocínio crítico e habilidades analíticas para resolver problemas de TI fora do departamento de TI. Para isso, os profissionais precisam ser acessíveis, comunicativos e adaptáveis ​​para atender as necessidades da organização.

Remuneração

Os profissionais de tecnologia que estão à procura de um novo emprego têm “altas expectativas” quando se trata de remuneração, benefícios, desenvolvimento profissional e benefícios. De acordo com o relatório, 43% dos líderes de tecnologia disseram que estariam dispostos a aumentar o salário ou os benefícios na hora da contratação para determinadas vagas.

As empresas oferecem vários tipos de remuneração, incluindo bônus anuais ou semestrais (44%), planos de participação nos lucros (33%), spot bônus (22%), bônus de ingresso (19%), planos de remuneração diferida (12%) e bônus de retenção (12%).

Ritmo de contratação acelerado

A escassez de talentos de TI também significa que as empresas têm urgência nas contratações. O relatório do ano passado mostrou que as empresas demoravam, em média, de 4 a 5 semanas para finalizar o processo.

A rápida contratação é uma tendência que se mantém em 2019, especialmente porque os principais candidatos geralmente estão sob a mira de diversas companhias. Se a empresa demora muito para realizar a oferta, pode simplesmente ter que escolher outro profissional.

Treinamentos

As empresas estão mais dispostas a treinar candidatos em vez de “procurar candidatos que cumpram todos os requisitos”, o que pode “facilmente levar a perder um ótimo profissional”, segundo o relatório. É mais importante que o cargo seja preenchido rapidamente, por isso as companhias estão começando a se concentrar em encontrar profissionais com as “habilidades fundamentais necessárias para a vaga e aptidão para serem treinados rapidamente”.

Se você entrevistar um candidato que tenha uma boa adaptação e as habilidades fundamentais certas, vale a pena investir na formação das capacidades específicas necessárias. Ao contratar, procure candidatos que estejam ansiosos para aprender e tenham paixão por continuar a estudar TI.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail