Home > Carreira

Profissões de TI não conseguem atrair mulheres, diz pesquisa

Só 28% das adolescentes entre 11 e 16 anos consideram a possibilidade de trabalhar com TI, incluindo ainda que 90% das entrevistadas descrevem a área como “masculina”

Redação do COMPUTERWORLD

08/05/2008 às 13h55

Foto:

Muito menos mulheres do que homens planejam orientar seu futuro profissional para as áreas de tecnologia da informação e telecomunicações. O motivo é, segundo recente estudo da Research In Motion (RIM), que a indústria não oferece modelos de cargos femininos que sejam suficientemente positivos.

De acordo com o estudo da RIM, a fabricante de dispositivos BlackBerry, somente 28% das adolescentes entre 11 e 16 anos consideram a possibilidade de trabalhar com o setor de TI, incluindo ainda que 90% das entrevistadas pela companhia descrevem a tecnologia como “masculina”. A influência de gênero se faz evidentemente quando se tem em conta que, a porcentagem de jovens de sexo masculino que desejariam trabalhar com o setor cresce, segundo a RIM, a uma taxa de 52%.

Segundo o vice-presidente da RIM para a região da Europa e Oriente Médio, Chamaine Eggberry, os resultados são conseqüência de uma incorreta percepção das profissões de TI. Por outro lado, Eggberry insiste que a indústria tecnológica e os atuais funcionários do setor deveriam esforçar-se em ressaltar as grandes oportunidades que os trabalhos na área podem oferecer.

A pesquisa também manifesta que 43% dos adolescentes ouvidos – sem distinção de sexo e idade – consideram que uma carreira em tecnologia não é uma perspectiva “apaixonante”, enquanto que 30% descreve como “muito nerd”, o que revela uma percepção negativa das profissões de TI.

No entanto, 75% dos entrevistados asseguram que se sentiram atraídos pela idéia de atuar na área de tecnologia pelo fato de que essa profissão representa ter uma boa perspectiva salarial.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail