Home > Gestão

Para executivos de TI, trabalhador remoto representa risco à segurança

Pesquisa da AEP Networks aponta que 91% dos executivos temem exposição indevida de dados sensíveis aos negócios de suas empresas

Computerworld (EUA)

17/03/2008 às 16h22

Foto:

Executivos de TI temem um crescente risco de segurança oriundo dos trabalhadores remotos. Ainda assim, eles sofrem pressão para abrir as redes corporativas para esses profissionais e outro tanto de pessoas de fora, segundo apontou uma pesquisa da empresa de software de políticas de segurança AEP Networks.

De acordo com o levantamento, 91% dos 381 executivos entrevistados nos Estados Unidos e Reino Unido admitiram que os riscos de dados sensíveis serem visualizados por pessoas sem autorização aumenta quando uma rede é disponibilizada para acesso de funcionários remotos ou usuários externos, como clientes e parceiros.

Além disso, 89% deles destacaram o maior risco de ameaças provenientes de conteúdo malicioso, como vírus, por causa da maior acessibilidade da rede, e 85% admitiram maior possibilidade de as redes serem hackeadas.

No entanto, a abertura de suas redes tornou-se algo inevitável, segundo esses executivos. Segundo a pesquisa, 97% deles disseram que suas redes são mais acessíveis para uma variedade de usuários, internos e externos, bem como para mais equipamentos. Entre os entrevistados, 94% já permitem ou planejam permitir o acesso de funcionários remotos às redes corporativas.

Um grande número dos executivos também permite ou planeja permitir acesso a fornecedores, clientes, convidados da empresa, profissionais terceirizados e para manutenção e suporte de TI externos.

"Por um lado, a área de TI está sob pressão para abrir as portas de suas redes a parceiros, fornecedores e clientes para aumentar a eficiência e os processos de negócios", explica Reginald Best, COO da AEP Networks. "Por outro lado, eles estão trabalhando duro para descobrir como prevenir acesso indevido, proteger as informações da companhia e impedir ataques maliciosos", completa.

Os orçamentos de segurança em TI aumentaram em algumas áreas específicas nos últimos doze meses, conforme indica a pesquisa. O investimento em acesso remoto seguro está nos planos de 48% das empresas; 41% delas investirão em controle de acesso à rede; 37% em soluções de segurança de rede baseadas em identidade; e 35% em encripatação de dados. Na Opinião de Best, é importante que as empresas também desenvolvam políticas para regular o acesso à rede.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail