Home > Gestão

Os desafios dos profissionais de TI na jornada rumo ao Business 4.0

Agora, mais do que nunca, as empresas de TI devem trabalhar arduamente para desenvolver e disponibilizar soluções que auxiliem seus clientes

Tushar Parikh*

10/05/2019 às 18h30

Foto: Shutterstock

Após um período de estagnação, o mercado de TI voltará a prosperar em 2019 e a expectativa, de acordo com a última pesquisa do IDC, é de que ele cresça até 10,5% embalado, entre outros quesitos, pelo processo acelerado de transformação digital que estamos presenciando. Agora, mais do que nunca, as empresas de Tecnologia da Informação devem trabalhar arduamente para desenvolver e disponibilizar soluções que auxiliem seus clientes, criando valor exponencial, incrementando a produtividade e seguindo rumo à transformação.

No último ano, na esteira dessa busca por ideias e produtos inovadores, as empresas de TI debruçaram-se sobre o seu capital humano e abriram inúmeros processos seletivos para escolher mais do que profissionais talentosos, bem treinados e especializados, apostando em pessoas realmente engajadas para enfrentar desafios lado a lado com o cliente. Esse movimento das empresas de TI também colaborou com o reaquecimento do mercado de trabalho, além de demonstrar um amadurecimento no mercado de tecnologia, que passou a interagir de forma ainda mais colaborativa com as áreas de negócios.

Reafirmando seu compromisso com o empresariado brasileiro, que neste momento retoma investimento e volta a expandir seus negócios internamente e externamente, as empresas de TI organizam novos processos seletivos, com contratação ainda no primeiro semestre. A pesquisa do IDC também previu que, até 2022, serão criadas 195 mil novas vagas em TI no Brasil, o que reforça o grande potencial de crescimento deste mercado.

Esse otimismo e confiança na economia é ratificada com a projeção de crescimento de 2,4% do PIB brasileiro para o ano de 2019, divulgada pelo FMI. Especificamente para o setor de tecnologia, o que faz com que os líderes de TI estimem um aumento de seus budgets de 2,3% no Brasil. Os dados são do estudo "2019 Gartner CIO Agenda", que reúne dados de mais de 3 mil CIOs de 89 países das principais indústrias.

Os novos colaboradores terão um papel fundamental no futuro do setor. Além de trabalharem em projetos inovadores no incremento da produtividade dos clientes, serão pioneiros na transformação digital, processo que é parte da jornada rumo à era do Business 4.0, que é o próximo passo da tecnologia mundial.

Esse processo de transformação digital, baseado nos pilares de Automação, Agile, Inteligência e Cloud, irá promover uma mudança significativa nos métodos de desenvolvimento e entrega de serviços customizados a cada realidade, criando um novo valor exponencial e de marca. A era do Business 4.0 traz a convergência dos mundos físico, digital e biológico. Os rápidos avanços das tecnologias digitais estão mudando as empresas e uma nova geração de negócios ágeis está surgindo, englobando a automatização, a robótica e a inteligência artificial.

Atualmente, o setor de TI já disponibiliza sistemas altamente compartilhados e colaborativos, com diversas possibilidades e modelos. As empresas do setor que pretendem atuar na vanguarda tecnológica devem investir especialmente em cinco áreas: Mobilidade, Big Data, Mídias Sociais, Nuvem e Inteligência Artificial. São essas áreas que estão forçando a inovação dos clientes da indústria de TI e devem ser o foco dos profissionais de TI que quiserem ter sucesso nessa jornada.

*Tushar Parikh é Country Head do Brasil da Tata Consultancy Services (TCS)

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail