Home > Carreira

Os 3 Qs que formam um líder

Afinal, quais competências um líder precisa ter? William Boulding, reitor da Fuqua School of Business da Duke University, responde

Déborah Oliveira

17/04/2019 às 8h04

Foto: Shutterstock

O que é ser um bom líder? O líder já nasce pronto ou precisa desenvolver diversas habilidades? Ao longo da sua carreira, você já deve ter se questionado sobre esses pontos centenas de vezes. Algo perfeitamente normal. Afinal, liderar é um processo em construção.

William Boulding, reitor da Fuqua School of Business da Duke University, a oitava melhor universidade dos Estados Unidos, acredita que três ‘Qs’ moldam um líder. “Primeiro, é preciso ter um Quociente de Inteligência (QI) alto. Não é possível ser um líder eficiente e não entender o mundo em que vivemos. Por isso o QI alto”, conta.

O segundo item, prossegue, é o QE, ou Quociente Emocional. Ele explica que um grande time é feito de grandes indivíduos. Assim, um bom líder tem de ser capaz de conectar pessoas e não dizer o que elas têm de fazer.

“O líder do passado só precisava de inteligência, porque ele era o mais esperto e direcionava o time sobre o que era precisa fazer. Mas essa postura desperdiça o talento das pessoas. Para isso, é preciso inteligência emocional, ajudando a equipe a entender seus sentimentos e regular emoções para se conectar de forma eficiente e positiva”, detalha.

O terceiro item, indica, é o QD, ou Quociente de Decência. “Você realmente se importa com as pessoas? Quer que elas sejam bem-sucedidas? Lembre-se de que o sucesso do time é também o seu”, aponta o especialista, indicando que essa poderosa combinação permite alcançar feitos extraordinários.

Um líder já nasce com esses ‘3 Qs’?

Sim e não, responde Boulding. Isso porque, até um ponto, acredita, é possível aprender. “Por exemplo, é possível aprender sobre o mundo, desenvolver competências, mas valores não mudam. Não se ensina pessoas a, de repente, serem éticas”, comenta.

Para ter competências de líder, que inclui ética, respeito e visão de futuro, é preciso começar com a fundação e as empresas não podem assumir o papel de ensinar valores, acredita ele.

Como identificar líderes?

Parece rudimentar, mas a forma mais assertiva de identificar líderes é fazendo perguntas. Boulding usa o próprio processo seletivo da Duke para exemplificar.

“Buscamos os 3 QS por meio de quatro iniciativas”, resume. A primeira delas é a partir de um ‘essay’, uma espécie de redação, em que o futuro aluno contar uma história que tenha representado algum valor importante para ele, com ética, por exemplo.

Adicionalmente, a entrevista é a chance de validar tudo o que foi escrito no documento. “Nessas entrevistas se as pessoas enrolam para responder o que foi questionado, isso diz algo sobre elas”, observa. Outra iniciativa são as recomendações, nas quais outras pessoas têm a oportunidade de destacar habilidades e características marcantes de um talento.

Por fim, a cereja do bolo está na criação de uma lista de 25 coisas aleatórias sobre a pessoa. “São fatos aleatórios, mas quando combinados revela uma foto sobre a pessoa”, ensina.

Recomendações para ser um bom líder

Para os líderes em construção, Boulding apresenta alguns conselhos simples, mas poderosos.

1. Trabalhe duro e de forma inteligente.
2. Quando as coisas derem errado, é preciso ter resiliência. Problemas acontecem, mas a forma de solucioná-los é o que destaca os verdadeiros líderes.
3. Aprenda sempre e o tempo todo. Adote o modelo ‘life long learning’.
4. Tenha autoconsciência, porque se você quer liderar pessoas, precisa cuidar delas.
5. É bom ter um grande ego, mas não para si. O grande ego é para seu time. Lidere para que seu time seja incrivelmente bem-sucedido.
6. Seja ambicioso, mas humilde.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail