Home > Tendências

Opinião: chegada do Office para iPad é inevitável

Manter o pacote de produtividade longe do principal tablet do mercado não vai ajudar em nada a Microsoft. Medida só faria suite ser deixado de lado pelos usuários

Tony Bradley, PC World / EUA

25/05/2012 às 15h55

Foto:

colunista pcworldOs rumores voltaram. Recentemente surgiram novas informações de que a Microsoft está desenvolvendo uma versão do seu pacote Office para os aparelhos iOS – e talvez também para o Android. Não sei se as últimas especulações são verdadeiras, mas elas fazem sentido porque é do maior interesse da Microsoft fazer isso.

Não, a Microsoft não faria isso. A integração do autêntico pacote Office é uma das características definidoras dos smartphones com sistema Windows Phone, e dos futuros tablets Windows 8. A Microsoft já revelou que os tablets com Windows 8 RT virão com o Office pré-carregado. Se a empresa oferecer o Office para iOS e Android, qual incentivo vai sobrar para levar os consumidores para as suas plataformas?

Essa é uma estratégia muito limitada e de visão restrita. Ao contrário, a Microsoft não apenas podia estar desenvolvendo o Office para iOS e Android – ela deveria. O mercado de computação mudou, e a Microsoft precisa se adaptar para atender as necessidades dos usuários e continuar mantendo seu domínio como o pacote de produtividade mais usado.

O iOS e o Android combinados atualmente possuem a ampla maioria dos aparelhos móveis, que estão superando as vendas de computadores tradicionais e roubando o papel de aparelho de computação principal. Na ausência de apps viáveis do Office para essas plataformas, os usuários são forçados a buscar alternativas como o pacotes iWorks, da Apple (Pages, Numbers, e Keynote), Documents To Go, ou QuickOffice.

O objetivo de usar esses apps geralmente gira em torno do Microsoft Office. Os usuários precisam conseguir criar, abrir, e editara arquivos nos formatos de arquivo do Office. No entanto, nenhum dos aplicativos é perfeito. Se os usuários não conseguem uma verdadeira experiência Office, eles podem muito bem abandonar o pacote de produtividade de uma vez e buscar opções baseadas na web, como o Google Docs.

Quando os rumores do Office para iPad apareceram pela primeira vez há alguns meses o responsável pelo site Windows8Update, Onuora Amobi, parecia confiante de que uma versão iOS do Office fosse aparecer eventualmente, mas expressou fortes sentimentos de que a Microsoft deve lançar seus tablets primeiro. Em um post em seu blog, ele escreveu “Se eu estivesse no controle da Microsoft, eu lançaria primeiro o Office para Windows 8 logo de cara. Dê um pouco de tempo para os usuários se acostumarem com o Windows 8, e use o Office como alavanca para atrair os early adopters.”

novoipad_390.jpg

Com base em projeções atuais, o Windows 8 será lançado por volta do mês de outubro, e os tablets com o sistema devem chegar às lojas um mês depois. Se o rumor mais recente de uma fonte do site especializado Boy Genius Report estiver correndo, parece que a Microsoft pode lançar as versões do Office para iOS e Android mais ou menos na época da chegada dos tablets Windows 8.

O ponto principal é esse – o monopólio virtual da Microsoft no mercado de PCs está desaparecendo – e mesmo que tenha um sucesso incrível com os smartphones e tablets – a empresa nunca terá uma fatia dominante do mercado mobile. Ignorar o iOS e o Android significa deixar milhões de usuários sem o Office, e diminuir a relevância do seu pacote de produtividade.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail