Home > Tendências

O que esperar para o futuro da automação e seus impactos?

Organizações devem examinar como gerenciam suas tecnologias, aperfeiçoar suas lideranças e maximizar o valor dos colaboradores

Da Redação

07/07/2019 às 10h37

Foto: Shutterstock

A automação afetará organizações, trabalhadores e consumidores, projeta um estudo da Forrester, empresa norte-americana de pesquisa e consultoria. Delineando uma visão pragmática, o relatório tem como objetivo oferecer contribuições sobre o futuro do trabalho e auxiliar a preparação de líderes para tecnologias inteligentes.

As automações, ferramentas que incluem robótica e inteligência artificial, devem moldar a forma como as pessoas realizam suas tarefas. Segundo a Forrester, as novas tecnologias devem impulsionar a economia, mas também diminuir a capacidade de muitos trabalhadores encontrarem emprego, aumentando as desigualdades sociais.

O que esperar

De acordo com o relatório, a automação terá implicações em quatro áreas principais relacionadas ao futuro do trabalho:

Impacto sobre empregos: Trabalhos que exigem domínio tecnológico crescerão. Por outro lado, cargos braçais e funções de domínio específico diminuirão. A Forrester projeta redução de cargos de 29% até 2030, com apenas 13% de criação de novos empregos.

Impacto sobre a disparidade social: A automação exacerbará as disparidades de renda. Enquanto a elite digital verá suas oportunidades de ganho crescendo, os trabalhadores não digitais que não conseguirem se capacitar rapidamente acabarão perdendo seus empregos.

Impacto nos mercados globais: A terceirização e a evolução das cadeias de fornecimento favoreceram as economias de baixa renda. Porém, as tecnologias interromperão o offshoring, substituindo a manufatura de baixo custo por uma manufatura automatizada de custo ainda mais baixo. Isso deve gerar uma pressão sobre as economias para a construção de demandas locais capazes de contrabalancear as mudanças da demanda global.

Impacto sobre como o trabalho é feito: O trabalho dependerá de uma relação simbiótica entre homem e máquina. Tarefas de liderança, tomada de decisão e execução serão combinadas entre robôs e seres humanos. O mercado de trabalho deve se tornar mais eficiente, eliminando áreas em que os seres humanos precisam intervir apenas para fazer as tecnologias funcionarem.

Para a Forrester, o impacto da automação no futuro do trabalho será grande, por isso os especialistas aconselham que governos e empresas tomem medidas conjuntas para minimizar os riscos sociais e otimizar as oportunidades comerciais. Para se preparar para o futuro, as organizações devem examinar como gerenciam suas tecnologias, aperfeiçoar suas lideranças e maximizar o valor dos colaboradores.

"Os funcionários já lutam com a mudança e a necessidade constante de reavaliar e desenvolver novas habilidades para acompanhar o mercado", observa a Forrester. “Por mais que as empresas devam se tornar instituições de ensino, os funcionários devem se tornar aprendizes - aprendendo habilidades básicas, adaptando-se a novos modelos de trabalho e entendendo o que significa estar pronto e apto para o futuro, maximizando seu Quociente de Robótica.”

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail