Home > Notícias

O Open Compute Project está ganhando terreno rapidamente

A adoção de hardware OCO deve superar superar US $ 10 bilhões até 2022

Andy Patrizio , Network World/EUA

27/03/2019 às 10h24

Foto: Shutterstock

As demandas no datacenter moderno continuam a se expandir com o crescimento da IOT, da Edge Computing, das necessidades de segurançca, bem como o aumento dos requisitos de consumo de energia. Para endereçar esses desafios, o Facebook lançou, oito anos atrás, o Open Compute Project (OCP), uma iniciativa de hardware de código aberto para projetar servidores mais eficientes em termos de energia para data centers hyperscale. Muito rapidamente, a Intel, a Rackspace, a Goldman Sachs e o co-fundador da Sun Microsystems, Andy Bechtolsheim, uniram-se ao Facebook para lançar o projeto OCP, com a participação da Microsoft logo depois.

Dias atrás, o OCP e o IHS Markit divulgaram resultados completos de uma pesquisa de mercado para o hardware OCP,durante o OCP Global Summit.

A IHS Markit entrevistou membros do OCP, fornecedores e prestadores de serviços, além de incorporar suas próprias pesquisas setoriais detalhadas para determinar a receita por região e vertical em todo o mundo, além de atualizar suas previsões até 2022.  A receita gerada pela adoção de soluções por não-membros do conselho OCP em 2018 superou a previsão de 2017, atingindo US $ 2,56 bilhões. A previsão era de US $ 1,84 bilhão, com um crescimento ano a ano de 120%. E a projeção é a de que esses valores aumentem para US $ 10,7 bilhões em 2022.

Os dados mostram que os servidores, e as soluções para armazenamento e rede formam as categorias de produto de crescimento mais rápido no mercado. E que os impulsionadores da adoção do OCP estão se tornando mais diversificados - a redução de custos e a eficiência energética ainda são as principais razões, mas o mercado está percebendo que a flexibilidade e a conformidade com as especificações aprovadas pelo OCP fornecem uma medida de “conforto” considerável.

“Os drivers do mercado de equipamentos OCP, como a facilidade de manutenção, a desagregação e a flexibilidade para adicionar novos recursos, assumiram uma importância maior este ano, o que normalmente acontece quando um mercado amadurece e mais compradores mainstream implantam”, disse Cliff Grossner, diretor executivo de pesquisa e análise IHS Markit

O estudo revelou também que o ecossistema para equipamentos com certificação OCP continua a amadurecer, com maior diversidade e uma cadeia de suprimentos expandida, permitindo que mais CSPs, empresas de telecomunicações e consumidores corporativos participem.

“Estamos satisfeitos que o ímpeto de adoção continue e acelere, e valorizamos a percepção fornecida pelo estudo em relação a barreiras, desafios e oportunidades. Estamos comprometidos com a melhoria contínua em todo o ecossistema para apoiar o crescimento futuro ”, afirmou Rocky Bullock, CEO da Open Compute Project Foundation.

Embora o hardware OCP venha de uma variedade de fornecedores de hardware taiwaneses, de acordo com Cliff Grossner, diretor executivo de pesquisa e análise da prática de pesquisa em nuvem e data center da IHS Markit, como Wiwynn, Quanta Computer, Edgecore Networks e Delta, grandes playders, como a Ericsson, começam a demonstrar interesse no conceito. "Especialmente quanto a produtos de rede", disse Grossner. “A Dell e a HPE têm linhas certificadas pelo OCP, a Mellanox tem uma boa linha de switches de rede aberta e já estamos vendo a Cisco e outras empresas começando a se interessar.”

Os principais clientes são provedores de serviços em nuvem e serviços de data center, bem como empresas de telecomunicações, finanças, automotiva, manufatura e governo. Grossner disse que as compras do governo superaram as do setor financeiro neste ano, enquanto as empresas de telecomunicações vão acabar superando as demais até 2022.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail