Home > Carreira

Novo estudo mapeia perfil dos profissionais de TI no Brasil em 2019

Intitulado "Persona TI", levantamento da Softex traz informações como escolaridade, cargos, idade, área de atuação e faixa salarial

Da Redação

06/05/2019 às 17h31

Foto: Shutterstock

Um novo estudo elaborado pelo Observatório Softex traça um perfil do profissional de TI (Tecnologia da Informação) no Brasil, incluindo informações sobre escolaridade, vagas no setor, principais cargos de ocupação e áreas de atuação.

Intitulado “Persona TI - Caracterização do Profissional de TI no Brasil”, a pesquisa aponta que atualmente hoje 73% dos profissionais que atuam em setores econômicos tipicamente de TI (Core TI)* (veja definição ao fim do texto) possuem curso superior completo – o número sobe para 74%, caso considerados profissionais com mestrado e doutorado.

Além disso, conforme o levantamento, também é alta a escolaridade dos profissionais do segmento de TI in House** (veja definição ao final do texto), com 65% deles possuindo curso superior completo - o número sobe para 67% somando mestrado e doutorado.

Distribuição de vagas
O estado de São Paulo concentra a maior parte das vagas, com 42%, enquanto que a região Sul agora responde por 15% de participação no mercado total. Para efeito de comparação, os estados de SP, RJ e MG são responsáveis por 62% das vagas.

Core TI

No universo Core TI, as principais ocupações dos profissionais são analistas de sistemas, técnicos em programação e técnicos em operação e monitoração de computadores, atuando nas áreas de desenvolvimento de programas, consultoria em TI e suporte.

A jornada de trabalho desses profissionais varia entre 31 e 40 horas semanais, sendo que 65% deles estão na faixa etária entre 25 e 39 anos (40% estão entre 30 e 39 anos).

As micro e pequenas empresas empregam 42% desses profissionais e as grandes 41%. A remuneração média é de R$ 5.955,79 (valor de 2017 atualizado em 1º de janeiro de 2019) e 60% têm menos de três anos na organização em que trabalham.

TI in House
O profissional de TI in House está presente principalmente nas áreas de comércio, nas indústrias de transformação e em atividades administrativas.

As empresas de grande porte absorvem 50% desses profissionais e a remuneração média é de R$ 6.726,78, podendo chegar a mais do dobro em setores-chaves da economia, como o de mineração no qual a média se aproxima dos R$ 14.326,25 (valor de 2017 atualizado em 1º de janeiro de 2019).

Em relação à faixa etária, 61% possuem entre 25 e 39 anos (41% entre 30 e 39 anos). A jornada de trabalho de 63% desses profissionais situa-se entre 41 e 44 horas semanais e o tempo no emprego de 49% deles é de menos de três anos na organização.

* Core TI - Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda; desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis e não-customizáveis; consultoria em TI; suporte técnico, manutenção e outros serviços em TI; tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços e hospedagem; portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet.
** TI In-House - Outros setores que não aqueles considerados tipicamente de TI

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail