Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Vítimas perderam US$1 bilhão para ataques ransomware em 2016
Home > Notícias

Vítimas perderam US$1 bilhão para ataques ransomware em 2016

A má notícia é que, de acordo com estudo, o fim da era do “medo do ransomware” está longe de acabar

Da Redação

01/06/2017 às 18h42

ransomware625cio1.jpg
Foto:

O mundo assistiu a um aumento surpreendente de 752% no número de famílias de ransomware em 2016. Entre os novos recursos estão rotinas atualizadas de infecção e a capacidade de afetar um número cada vez maior de arquivos, como demonstrou recentemente o ataque do Wannacry. Os dados são do relatório “Ransomware: Past, Present, and Future”, da Trend Micro. E os cibercriminosos lucraram US$1 bilhão com seus esforços.

trendmicroransomware

ransomwaretrendmicro

ransomwaretrndmicro1

A má notícia é que, de acordo com estudo, o fim da era do “medo do ransomware” está longe de acabar. E não será surpreendente que o ransomware siga mudando por ainda alguns anos. É esperado que, no futuro, cibercriminosos consigam explorar abordagens para comparar sistemas de controle industrial e outras infraestruturas críticas para paralisar não apenas redes, mas ecossistemas. 

Uma área-chave que poderia se tornar um alvo maior para os cibercriminosos são os sistemas de pagamento, que podem ser alvejados com diferentes tipos de ransomware.

A partir de um dispositivo conectado insuficientemente protegido, a extorsão on-line torna-se muito mais fácil. Não seria exagero afirmar então o aumento cada vez mais provável de ataques ransomware em hospitais, serviços de transporte, smart cities e robôs industriais.

Com a facilidade, os cibercriminosos podem criar, lançar e lucrar com essa ameaça e provavelmente garantir que ela continue no futuro.

Com a constante evolução de comportamento dos ransomware, a Trend Micro ressalta que pagar o resgate, na maioria das vezes, nem sempre significa que o alvo terá novamente acesso aos seus arquivos. Por isso, a prevenção é sempre a melhor escolha.

Snippets HTML5 default Intervenções CW
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15