Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Três passos iniciais para criar uma cultura de qualidade
Home > Notícias

Três passos iniciais para criar uma cultura de qualidade

Cultura não se constrói do dia para a noite. É preciso criar estratégias de longo prazo, conscientizar e treinar pessoas

Grace Libânio*

06/05/2021 às 14h09

qualidade, conformidade
Foto: Adobe Stock

Já perdi as contas de quantas
vezes me solicitaram um Quality Assurance (QA) por um ou dois meses,
para que esse profissional ajudasse a “apagar um incêndio”. E por incêndio estou
me referindo a problemas importantes em projetos digitais extremamente
estratégicos.

Veja bem, alguns desafios pontuais de fato podem ser mitigados em períodos mais curtos. Mas existe uma questão importante em relação a essa expectativa das empresas: achar que, por ser da área de qualidade, uma pessoa irá resolver todos os problemas, do dia para a noite.

Quando uma empresa opta por esse
caminho, ou seja, o de desenvolver um produto digital sem contar com
metodologias que assegurem a qualidade desde o início do processo, ela está
assumindo riscos, como o desperdício de horas e do esforço da equipe, retrabalho
e prejuízos financeiros.

Para mudar esse cenário, evitar problemas e garantir a qualidade desde o início do projeto, é preciso reavaliar processos, treinar as pessoas e mudar o mindset de imediatismo da companhia. Afinal de contas, querer que o QA entre na última etapa do desenvolvimento, imaginando que ele “salvará” o projeto assim, como num passe de mágica, é o mesmo que tomar a primeira dose da vacina contra a Covid e achar que já está protegido.

Se você gestor, acredita que a
qualidade pode ser garantida por meio de estratégias de curto prazo, vou te dar
alguns motivos para rever seu posicionamento:

  • Uma só andorinha não faz verão: nesta analogia, a andorinha é o QA, que entrando no final do processo não conseguirá, sozinho, resolver todos os problemas do projeto;
  • Descrença nos processos de qualidade: uma vez que essa estratégia de curto prazo fracasse (o que há uma grande probabilidade de ocorrer), a qualidade passa a ser desacreditada pelo restante da empresa, e você vai ter problemas para conseguir justificar a necessidade de investimentos futuros;
  • Perda de clientes e de dinheiro: produtos digitais publicados com problemas resultam em usuários descontentes e, consequentemente, na perda de clientes, de credibilidade e prejuízos financeiros.

Três passos para começar a
implementar a cultura da qualidade

1. O primeiro deles é a inclusão
de práticas que incentivem a qualidade desde o início, mesmo que seja
necessário repensar processos e até o ritmo de desenvolvimento do produto. E
como essa transformação costuma gerar resistência, comece comunicando o time
sobre a nova cultura da companhia, mostrando que se trata de um passo importante
e que envolverá todas as etapas e pessoas. A questão é cultural mesmo: se a
empresa não liderar pelo exemplo, não conseguirá que seus colaboradores passem
a olhar para a qualidade como algo prioritário;

2. Dissemine o propósito e mostre
que a qualidade é responsabilidade de todos, em cada uma das etapas do projeto;

3. Capacite e conscientize o seu
time; redesenhe os processos e inclua ações que apoiem a qualidade; trabalhe
com metodologias ágeis (ter a parte de DevOps melhor estruturada vai garantir
um ganho maior de escala, por exemplo).

E fique tranquilo: mudanças muito
profundas pedem que a empresa “suba um degrau de cada vez”. Resolva primeiro o
que é mais urgente, mas olhe para o longo prazo. Prevenir é melhor do que
remediar, já dizia o ditado!

* Grace Libânio é head de
negócios na Sofist

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15