Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Tecnologia, habilidade e governança são lacunas para uso de IA nas empresas
Home > Notícias

Tecnologia, habilidade e governança são lacunas para uso de IA nas empresas

Pesquisa da Juniper Networks mostra incertezas e dúvidas em torno da adoção da Inteligência Artificial

Redação

18/05/2021 às 16h04

Foto: Adobe Stock

Embora consumidores e empresas
queiram usar mais recursos de inteligência artificial (IA), inclusive
com muitos executivos tendo a tecnologia entre as prioridades estratégicas
para 2021, ainda há incertezas e dúvidas que impedem a adoção mais rápida. É o
que mostra um estudo da Juniper Networks com 700 tomadores de decisão de
TI e que tem envolvimento direto em planos de IA e/ou machine learning em
suas organizações.

De acordo com o levantamento, 95% dos
entrevistados acreditam que se beneficiariam com a incorporação de IA em operações
do dia a dia, produtos e serviços. No entanto, apenas 6% dos líderes C-level disseram
que estão adotando soluções baseadas em IA.

Essa lacuna se deve a três granes desafios,
segundo o estudo. Primeiro os modelos de IA e os conjuntos de dados usados
pelas empresas. Isso porque eles exigem investimentos robustos em soluções na
nuvem e preparação de dados para uso da Inteligência Artificial.

Apesar disso, mais da metade dos
executivos relataram que sua empresa provavelmente coletará dados de telemetria
para aprimorar a IA com foco em melhorar a experiência do usuário, bem como
garantir que os dados confidenciais estejam protegidos no processo.

Outra dificuldade é a falta de capacidade
da força de trabalho. Cerca de 73% das organizações dos entrevistados estão preparando
e expandindo times de olho na integração com sistemas de IA.

Enquanto isso, os entrevistados relataram
que sentem ser mais prioridade contratar pessoas para desenvolver recursos de
IA dentro de uma organização do que treinar os usuários finais para que possam
operar as ferramentas.

A governança é o terceiro fator: 67%
dos entrevistados disseram que a Inteligência Artificial foi apontada como
prioridade pelo time de liderança da organização para o plano estratégico. Além
disso 84% concordam que o patrocínio e o envolvimento de executivos
multidisciplinares são essenciais para integrar a IA com produtos e serviços.
No entanto, 7% reportaram que não identificaram um líder de Inteligência
Artificial em toda a empresa, que supervisione a estratégia e governança de IA.

Ainda assim, otimismo

Apesar dos desafios, o estudo mostra
que as organizações que já adotaram e aproveitaram a IA estão obtendo resultados
significativos, aumentando o otimismo. O levantamento revelou que TI e operações
são as áreas de negócios em que as organizações estão mais utilizando IA
atualmente.

A pesquisa também revela que, à
medida que as organizações escalam recursos de IA e integram funcionários com
as soluções, a satisfação dos usuários aumenta. Também permite que os
funcionários dediquem mais tempo para se concentrarem em tarefas capazes de
agregar valor e que não podiam realizar antes.

Snippets HTML5 default Intervenções CW
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15