Home > Notícias

Profissionais de TI: 8 elementos para reter talentos em um mercado competitivo

Na incessante corrida por resultados, manter bons profissionais deve ser prioridade para qualquer tipo de empresa

Ary Gatto*

24/06/2021 às 20h38

Foto: Shutterstock

O mundo já passou por diversas crises financeiras, mas a causada pela Covid-19
tem uma diferença crucial: o isolamento social. O lockdown total ou
parcial praticado por diversos países para conter o avanço da doença parou o
setor empresarial, comercial, industrial, educacional, entre outros. Isso
estimulou a transformação digital nos negócios, que impulsionou a busca por
profissionais no mundo todo e, consequentemente, fez com que os colaboradores
ficassem mais disputados. 

A prova disso é um levantamento realizado pela GeekHunter no
Brasil, que mostrou que o total de vagas abertas no setor de Tecnologia
da Informação teve um aumento de 310% somente no ano passado. Até 2024 haverá
ainda a criação de cerca de 420 mil novas vagas de emprego na área, segundo
dados do Banco Mundial. 

Nesse contexto, o mercado de tecnologia também possibilita que os
candidatos consigam viver no Brasil e exercer a função para uma empresa
estrangeira
, recebendo até mesmo em moedas mais valorizadas do que o real.
Do mesmo modo, também permite que o colaborador trabalhe para uma empresa
brasileira e viva em qualquer outro lugar do mundo. 

Como CEO de uma empresa de tecnologia e que tem a missão de
potencializar os projetos digitais fornecendo equipes de especialistas em TI,
tenho acompanhado essa crescente necessidade por profissionais qualificados e o
constante desafio para manter os meus talentos na empresa. Então a pergunta que
todos me fazem é: o que é preciso para reter esses profissionais? 

Essa é a pergunta de um milhão de dólares. Não existe resposta correta,
mas pela minha experiência, acredito que os especialistas em TI buscam cada vez
mais produtos e projetos inovadores, que tornem o dia mais prazeroso. É claro
que dinheiro ainda é importante e fundamental para a vida das pessoas. Porém, o
que tenho notado é que os profissionais buscam uma relação de ganha-ganha com o
empregador. 

Então, não basta abrir uma vaga e esperar pela chegada de currículos, é
preciso estruturar um bom plano para atrair a atenção do melhor candidato. Por
isso, uma das principais preocupações do mercado é o desenvolvimento
profissional. Também é importante ter um olhar cuidadoso com nossos talentos,
oferecendo um ambiente mais harmônico, e conhecimento em tecnologia, ou seja,
nós valorizamos as experiências profissionais e pessoais, pois sabemos que o
sucesso de um projeto depende das pessoas certas.

Assim, a forma de abordagem no início da contratação de um colaborador
competente é apenas o primeiro passo de um processo contínuo de motivação e
retenção deste talento. É fundamental a criação de ações que valorizem o
capital humano, o principal ativo da empresa. Manter os funcionários motivados
exige planejamento estratégico com ações periódicas que vão muito além de um
bom conjunto de benefícios.

Elementos-chave

O que motiva um talento a “querer fazer” e dar o seu melhor pode variar
de pessoa para pessoa. Mas existem alguns elementos-chave nesta equação. Com
base em minha experiência, separei 8 dicas essenciais para conseguir implantar
métodos de retenção de talentos e evitar as transições constantes e trocas de
funcionários. Confira:

1. Preparação

A seleção dos candidatos é a parte mais importante para uma boa
estratégia de retenção de talentos. Afinal, para reter os melhores, você
precisa saber selecioná-los antes. Nesta fase, vá além de um bom currículo.
Certifique-se de que o profissional tenha, além das habilidades específicas
para a vaga, um perfil que se encaixe bem na cultura da empresa.

2. Preze pela estabilidade profissional 

A segurança no emprego sempre foi um assunto de grande importância na
retenção de talentos. Colaboradores que se sentem seguros nos seus empregos
tendem a render mais e, principalmente, a conseguir desenvolver suas funções
com mais qualidade.

3. O ambiente e a importância na retenção de talentos

Um ambiente propício e que oferece boas oportunidades de trabalho e de
troca de experiência é o que a maioria dos colaboradores busca. Uma equipe que
trabalha unida com autonomia tem maior facilidade para trabalhar pelos mesmos
objetivos e, principalmente, prazer em vestir a camisa da empresa para alcançar
resultados, se desdobrando diariamente na sua função.

4. Invista na carreira dos colaboradores

Com certeza você já pensou em valorizar seu colaborador. Mas quais
atitudes ou iniciativas  são percebidas
pelas suas equipes ? Dê um passo adiante com seus talentos. Proporcione a eles
novos aprendizados e capacitações para eles crescerem cada vez mais
profissionalmente e, por que não, pessoalmente.

5. Reconheça os resultados do colaborador

Alguns colaboradores se importam e até trabalham melhor se recebem
reconhecimento, com elogios em público e, principalmente, quando se sentem como
peça fundamental para a equipe e para a empresa como um todo.

6. A gestão dos colaboradores como diferencial

A importância na retenção de talentos vai muito além do que um trabalho
de agradar a todos e precisa ser menos generalizado e mais individualizado.
Mapear “hard skill” e “soft skill” dos colaboradores, conhecendo seus pontos
fortes e fracos, pode ajudar o setor de recursos humanos e os gestores a traçar
estratégias mais eficazes na retenção de talentos.

7. Feedback é parte do trabalho

Bons líderes são aqueles que dão feedbacks constantes e justos aos
membros da sua equipe. Lapidar pedras preciosas não é tarefa fácil. Mas quanto
mais sincero e justo você for com seu colaborador, melhores chances de mantê-lo
motivado e engajado.

8. Avalie os benefícios financeiros

Não apenas a recompensa financeira faz um colaborador se sentir
importante para a empresa, mas o reconhecimento profissional, apoio e a gestão
humanizada da empresa, fazem toda a diferença. 

A importância na retenção de talentos faz com que algumas empresas
busquem e acreditem nos benefícios financeiros como o grande diferencial para
manter seus bons funcionários. Comissões, aumentos de salário, bônus e qualquer
tipo de recompensa monetária são definidos por alguns gestores como o principal
motivador na retenção dos talentos.

Manter um bom profissional no mercado atual deve ser prioridade para
qualquer tipo de empresa. Afinal, é preciso manter-se à frente na incessante
corrida por resultados satisfatórios. Isso envolve também estar próximo aos
colaboradores, entendendo suas necessidades e, principalmente, mostrando o quão
importante é para o atingimento dos objetivos da empresa.

* Ary Gatto é CEO da Runtalent