Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
KPMG: Brasil possui 702 startups de Inteligência Artificial
Home > Notícias

KPMG: Brasil possui 702 startups de Inteligência Artificial

Estudo inédito do Distrito mostra que desde 2012 setor atraiu US$ 839 milhões em 274 rodadas de investimento; em 2020 foram captados US$ 365 milhões

Redação

29/01/2021 às 20h07

Foto: Adobe Stock

A inteligência artificial (IA) é o foco da atuação de 702 startups brasileiras. É o que revela um estudo do Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado da empresa de inovação aberta Distrito, feito com apoio da KPMG.

O levantamento dividiu as empresas nas categorias setores e funções. A primeira delas, com 479 empresas, oferecem soluções para segmentos específicos, como finanças, imobiliário, varejo, educação e outros. A segunda, com 223 startups, oferece serviços e produtos para diversos segmentos simultaneamente.

Leia mais: Na América Latina, somente 8% das empresas obtêm retorno com IA

Entre as primeiras, a área de saúde e biotecnologia é a que
concentra o maior número de startups (12,5%), seguida pelos campos de RH e gestão
pessoal (10%) e indústria 4.0 e agricultura e comida, ambas com 9,6% de
participação.

CIO2503

E-book por:

Já na segunda categoria, as mais comuns são as AlaaS
(34,1%), que oferecem IA como serviço; Business Intelligence & Analytics
(30,9%), de gestão de dados e inteligência de mercado; chatbots (19,3%), programas
inteligentes que se comunicam com clientes e usuários; cibersegurança (9,4%);
e, por fim, sistema de recomendação (6,3%), que sugerem automaticamente produtos
e serviços e previsão de comportamentos de clientes.

Grandes investimentos

Desde 2012, as startups voltadas para soluções de IA
captaram US$ 839 milhões, por meio de 274 rodadas. Atualmente, o ano de 2020 é
o recordista em volume de investimentos. Nos últimos doze meses, essas empresas
atraíram US$ 365 milhões por meio de 44 aportes.

Até então, 2019 tinha o melhor resultado, com US$ 243 milhões
investidos no setor. A maior rodada de investimento ocorreu no último ano,
direcionada à startup Unico, que recebeu um cheque de US$ 109 milhões da
General Atlantic e SoftBank.

Entre as 274 rodadas realizadas nas empresas com soluções de
IA, os estágios de Pré-Seed e Seed foram os mais recorrentes, com 61 e 121
aportes, respectivamente. Em seguida encontram-se as rodadas Séries A (44) e
Séries B (22).

Até hoje, somente uma rodada Séries D foi realizada no
setor. Ela ocorreu em 2019, quando a Resultados Digitais recebeu US$ 50 milhões
da Riverwood Capital e Redpoint Eventures.

Brasil afora

O levantamento traz também a distribuição geográfica das
startups com soluções de IA pelo país. Mais de 90% delas estão concentradas nas
regiões Sudeste (70,2%) e Sul (22,5%). As empresas restantes estão localizadas
nas regiões Nordeste (3,7%), Centro-Oeste (3,2%) e Norte (0,3%).

Apenas o estado de São Paulo sedia 51,9% do total das
startups deste segmento. Em seguida estão os estados de Minas Gerais (9,4%) e
Rio de Janeiro (8,1%).

Startups que fazem uso de IA apresentam uma das maiores
desigualdades de gênero no quadro societário, tipicamente liderado por homens com
40 anos em média, paulistas em sua maioria. Apenas 13,5% dos sócios destas
empresas são mulheres.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15