Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Gastos globais com nuvem alcançarão US$ 150 bi até 2022, diz Deloitte
Home > Notícias

Gastos globais com nuvem alcançarão US$ 150 bi até 2022, diz Deloitte

Segundo consultoria, investimento em nuvem, Open RAN, edge e telemedicina serão principais tendências tecnológicas de 2021

Redação

18/02/2021 às 17h16

Foto: Adobe Stock

No Brasil, quatro tecnologias ganharão força em 2021: serviços de computação em nuvem, redes abertas virtualizadas (Open RAN) nas futuras redes móveis 5G, computação de borda (edge computing) e telemedicina. É o que revela um estudo de previsões em tecnologia, mídia e telecomunicação elaborado pela Deloitte.

O mercado de nuvem é o maior destaque, tendo crescimento mais rápido em 2020 do que no ano anterior. De acordo com a pesquisa, o setor foi impulsionado pelo aumento da demanda devido à pandemia, lockdowns e ao volume de pessoas em trabalho remoto.

Leia mais: TI sofre com lacunas de habilidades emergentes em fase de recuperação da pandemia

Em 2020, a receita
de nuvem em hiper escala aumentou em 25%, as vendas de chip para datacenters
aumentaram 45% e o tráfego de internet em nuvem dobrou. A Deloitte prevê que a
receita continuará crescendo em 2021 e será superior a 30% até 2025. Os gastos
globais na tecnologia totalizarão US$ 150 bilhões até 2022.

CIO2503

E-book por:

Open RAN flexibiliza
evolução das redes móveis

O Open RAN
virtualizado dará às operadoras de rede móvel o potencial para reduzir custos e
aumentar a escolha do fornecedor à medida que adotam o 5G, diz a Deloitte. Até
2021 serão realizados mais de 70 ensaios de Open RAN virtualizado, o
dobro da atividade atual.

Cerca de 80% das
principais implementações de rede sem fio serão virtualizadas até 2023 e, até
2025, a participação do Open RAN no mercado poderá crescer dez vezes ou
mais.

Intelligent Edge e a
indústria 4.0

Conectividade sem
fio avançada (5G e Wi-Fi 6), processamento de alta performance em componentes
de tamanho reduzido e IA em dispositivos que usam e geram dados foram o Intelligent
Edge.
A Deloitte prevê que, em 2021, o mercado global para a tecnologia
chegará a US$ 12 bilhões, em um crescimento anual composto (CAGR) de 35%.

Esse crescimento é
impulsionado principalmente pelas empresas de telecomunicações e as redes 5G em
expansão, juntamente com provedores de nuvem de hiper escala entre outras
tecnologias. Até 2023 estima-se que 70% das empresas utilizarão Intelligent
Edge
e, até 2025, o mercado de edge datacenter chegará a US$ 16
bilhões.

Crescimento das
teleconsultas

Um dos principais
efeitos resultantes da Covid-19 é o salto que a telemedicina deu em consultas
médicas baseadas em vídeo. A pandemia exigiu a eliminação de barreiras
regulatórias e ajudou os consumidores, especialmente os com mais de 65 anos, a
entender e alavancar os aplicativos de videochamada.

A Deloitte estima
que a porcentagem de teleconsultas aumentará para 5% globalmente em 2021,
atingindo mais de 400 milhões de atendimentos médicos por vídeo. Isso corresponde
a cinco vezes o nível de 2019, representando US$ 25 bilhões de valor de
mercado.

O relatório completo pode ser acessado (em inglês) no site da Deloitte.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15