Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Ciberataques contra a indústria crescem no segundo semestre de 2020
Home > Notícias

Ciberataques contra a indústria crescem no segundo semestre de 2020

Energia, petróleo e engenharia foram as verticais mais atacadas, aponta relatório da Kaspersky

Redação

01/04/2021 às 14h46

Foto: Adobe Stock

Ataques cibernéticos contra
sistemas de controle industriais (ICS) cresceram durante o segundo semestre
de 2020, após um ano registrando queda. A porcentagem de computadores de ICS
atacados foi de 33,4% no período, aumento de 0,85 ponto percentual, segundo um relatório
da Kasperksy divulgado esta semana. A variedade de famílias de malware
usadas aumentou 30%.

Todas as verticais das indústrias
pesquisadas apresentaram crescimento no número de ciberataques, segundo a
empresa, mas petróleo e gás; engenharia e integração; e energia foram os alvos
preferenciais, nessa ordem. A principal motivação dos ataques é roubar os
chamados “segredos industriais", informações de extremo valor e que tornam
o segmento atraente.

A maior porcentagem de
computadores de ICS atacados foram estavam no setor de petróleo e gás (46,7%) e
aumento de quase 7 pontos percentuais em relação ao primeiro semestre de 2020.
Engenharia e integração, com 44%, teve aumento de 6,2 pontos percentuais; e
energia, com 39,3%, registrou crescimento de quase 8 pontos percentuais.

Variedade de ameaças

Foram bloqueadas 5.365 famílias
diferentes de malware nos sistemas industriais, aumento de 30% em relação ao
primeiro semestre de 2020, diz a Kaspersky. As ameaças mais importantes foram backdoors
(cavalos de Troia que abrem acesso remoto à máquina infectada), spyware (para
roubar dados), outras variedades de trojans, e scripts e documentos maliciosos.

CIO2503

E-book por:

Entre os países pesquisados, 62% apresentaram
aumento na porcentagem de computadores de ICS atacados. Em 73,4% deles, maquinas
atacadas via anexos maliciosos de e-mail também cresceu - no segundo semestre
de 2019, este índice era de 23,6%. O aumento neste quesito foi de 0,7% em
âmbito global.

Para manter sistemas industriais
protegidos, os especialistas da Kaspersky fazem as seguintes recomendações:

• Atualização regular de sistemas
operacionais e os sistemas na rede industrial, incluindo correções de segurança
assim disponibilizadas;

• Auditorias regulares de
segurança nos sistemas operacionais (OT) para identificar e eliminar possíveis
vulnerabilidades;

• Uso de soluções de monitoramento,
análise e detecção do tráfego de rede ICS para proteção contra ciberataques;

• Oferta de treinamentos
específicos de segurança de sistemas industriais (ICS), tanto para a equipe de
TI quanto para a equipe de OT;

• Oferta de relatórios de
inteligência (Threat Intellligence) para essas equipes;

• Uso de solução de segurança criada especificamente para equipamentos e redes industriais; O relatório completo (em inglês) pode ser acessado nesse site.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15