Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Brasil sofre 3,2 bilhões de ciberataques no primeiro trimestre de 2021
Home > Notícias

Brasil sofre 3,2 bilhões de ciberataques no primeiro trimestre de 2021

País lidera em tentativas de ataque na América Latina, seguido por México, Peru e Colômbia com 1 bilhão de tentativas cada

Redação

18/06/2021 às 16h23

Foto: Adobe Stock

A empresa de segurança Fortinet revelou nesta sexta (18) que o Brasil sofreu mais de 3,2 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos no primeiro trimestre de 2021. O país lidera o ranking da América Latina, com quase metade dos 7 bilhões de tentativas no período. México, Peru e Colômbia aparecem empatados em segundo lugar com 1 bilhão cada.

Os dados foram coletados pelo FortiGuard Labs, laboratório de inteligência de ameaças da empresa, que coleta e analisa incidentes de segurança cibernética em todo o mundo. Nos meses de janeiro, fevereiro e março houve um aumento na distribuição de malware baseado na web, ataque em que o dispositivo de um usuário se torna infectado ao baixar ou instalar malware de um site ou anúncio malicioso. Houve ainda aumento na utilização das redes sociais para esse crime.

“Esse tipo de campanha de phishing na web possui um método de
propagação automática que utiliza os contatos dos aplicativos de mensagens ou das
redes sociais da vítima, como WhatsApp, Facebook ou Instagram. Se as pessoas
que receberem as mensagens clicarem em um desses anúncios, elas serão
redirecionadas para a página de destino do kit de exploração”, explica
Alexandre Bonatti, diretor de engenharia da Fortinet Brasil.

Os cibercriminosos também continuam procurando brechas no teletrabalho
para acessar redes corporativas por meio de funcionários. Durante o primeiro
trimestre de 2021, houve várias tentativas de execução de código remoto a
roteadores domésticos, o que evidencia que os criminosos estão procurando
maneiras de comprometer usuários em home office.

O relatório completo pode ser acessado nesse link.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15