Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
BCG: empresas precisam adotar ‘criptoagilidade’ para manter cibersegurança no mundo quântico
Home > Notícias

BCG: empresas precisam adotar ‘criptoagilidade’ para manter cibersegurança no mundo quântico

Segundo consultoria, tecnologia é ameaça para sistemas de criptografia, mas também criará soluções de proteção

Redação

04/11/2021 às 18h56

Foto: Shutterstock

A computação quântica pode
tornar obsoleto tudo o que se faz atualmente no campo da cibersegurança,
diz um estudo do Boston Consulting Group (BCG) feito a partir de
consultas com mais de 20 experts em tecnologia quântica, segurança online e
criptografia. Isso acende um alerta tanto para os fabricantes de soluções, que
precisam se valer da nova tecnologia para aprimorar soluções, como para as
empresas potencialmente afetadas por cibercriminosos.

Segundo a consultoria, as
empresas precisam adotar urgentemente a "criptoagilidade", conceito
que resume a capacidade de dominar padrões criptográficos para reduzir
vulnerabilidades.

Computadores quânticos também podem
ser usados para distribuir chaves criptográficas, ferramentas que podem ser
usadas para detectar a presença de invasores em um link, por meio de um
protocolo conhecido como distribuição de chave quântica (Quantum Key
Distribution, ou QKD). Esse protocolo, explica a consultoria, se usado em
associação com a chave de uso único (one-time-pad, ou OTP), promete segurança
de criptografia inquebrável.

O BCG ressalta, porém, que a
distribuição de chave quântica ainda é uma tecnologia emergente, com requisitos
de adoção caros e muito rigorosos para os padrões atuais. A expectativa é que
seu desenvolvimento seja financiado principalmente pelo setor público - em
especial o militar - e que tenha adoção limitada em empresas privadas – embora o
acesso deva melhorar com o tempo.

Recomendações

A pesquisa recomenda etapas para
empresas se prepararem para a criptografia quântica. Primeiro entender que
nenhuma organização pode proteger todos os dados, e é preciso priorizar os mais
críticos. Depois, tornar o custo de comprometer os dados maior do que o valor
deles para os potenciais invasores.

As empresas também precisam se manter
atualizadas sobre os avanços da tecnologia quântica e as soluções de segurança
que propicia, bem como adotar contingências para diminuir vulnerabilidades. A
consultoria recomenda que empresas mais suscetíveis a ataques e que lidam com
dados críticos iniciem um projeto-piloto de integração de soluções seguras
quânticas o quanto antes.

Snippets HTML5 default Intervenções CW
Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15