Home > Gestão

Monitoramento de TI não é uma simples ferramenta

Antes de contratar uma APM, é fundamental ter implantado um serviço de monitoramento de infraestrutura de TI compatível com a criticidade do negócio

Por Alexandre Paoleschi*

10/03/2020 às 12h00

Foto: Shutterstock

Há tempos eu insisto na afirmação de que monitoramento de infraestrutura de TI não é uma simples ferramenta. Trata-se de um projeto, que ultrapassa o envio de alertas de incidentes e identificação e registro de chamados. Exige planejamento, além de correta e adequada configuração da solução para garantir fluxo de atendimento à prova de falhas, extração de histórico de incidentes com análise de comportamento, workflow adaptável à criticidade do negócio e qualidade das informações entregues aos gestores da organização.

Resolvi levantar o assunto porque, recentemente, estive com um CIO que assumiu a gestão de uma empresa que adquiriu uma ferramenta de monitoramento de aplicações bastante conhecida, e que investe mensalmente um valor considerável para mantê-la e a solução simplesmente não está customizada de acordo com as necessidades da operação. Ou seja, saí da conversa com a sensação de que ele adquiriu um carro muito potente para andar em um terreno no qual não poderá desempenhar sua velocidade máxima.

Antes de se contratar uma ferramenta de monitoramento de aplicações (APM – Application Performance Management), é fundamental ter implantado um serviço de monitoramento de infraestrutura de TI compatível com a criticidade do negócio. Que conte, inclusive, com um bom plano e fluxo para tratativa dos incidentes.

Uma vez que isso não existe, como é o caso da empresa desse CIO, a ferramenta de monitoramento, por mais completa que possa parecer, não garante e nem entrega a visão que todos necessitam para manter um processo de melhoria contínua no que diz respeito a disponibilidade e redução de incidentes.

CIO2503

E-book por:

Minha recomendação é que, ao contratar um parceiro para serviços de monitoramento, os líderes optem por um fornecedor capaz de oferecer uma solução com, pelo menos, quatro garantias:

1. Foco nos detalhes da informação, com atenção a situações repetitivas e indícios de riscos à segurança dos dados do negócio;

2. Tratamento dos incidentes de maneira completa, da descoberta à extinção;

3. Extração de relatórios com indicadores para a tomada de decisão;

4. Transparência e foco na Informação;

O planejamento do que deve ser monitorado, aliado à solução correta de monitoramento de TI e a uma gestão contínua dos indicadores, com uma equipe bem preparada é a fórmula de sucesso para empresas que desejam ganhar em otimização de recursos financeiros, do tempo do time e da performance do negócio.

*Por Alexandre Paoleschi, Head of Innovation e CEO da KYMO

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail