Home > Notícias

MIT quer democratizar a análise de dados

Ferramenta gera automaticamente modelos que captam insights de conjuntos de dados complexos

Da Redação

18/01/2019 às 9h17

Foto: Shutterstock

Pesquisadores do MIT esperam promover a democratização da Ciência de Dados com uma nova ferramenta voltada para o público em geral que gera automaticamente modelos para analisar dados brutos.

Democratizar a Ciência de Dados é a noção de que qualquer pessoa, com pouca ou nenhuma especialização, pode fazer o trabalho se tiver acesso aos dados certos e a ferramentas de análise fáceis de usar.

Com base nessa premissa, a nova ferramenta ingere conjuntos de dados e gera modelos estatísticos sofisticados, tipicamente usados ​​por especialistas para analisar, interpretar e prever padrões subjacentes em dados.

A ferramenta atualmente está no Jupyter Notebook, um framework web de código aberto que permite aos usuários rodar programas interativamente em seus navegadores. Os usuários precisam apenas escrever algumas linhas de código para descobrir insights, por exemplo, tendências financeiras, viagens aéreas, padrões de votação, disseminação de doenças e outras tendências.

O projeto usa modelagem bayesiana, um método estatístico que atualiza continuamente a probabilidade de uma variável à medida que mais informações sobre essa variável se tornam disponíveis.

Em um artigo apresentado no Simpósio ACM SIGPLAN sobre Princípios de Linguagens de Programação, os pesquisadores mostraram que sua ferramenta pode extrair padrões e previsões com precisão de conjuntos de dados do mundo real e até mesmo superar modelos construídos manualmente em certas tarefas de análise de dados.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail