Home > Tendências

Microsoft mostra tendência web em novas versões do CRM e ERP

O vice-presidente corporativo para a Microsoft Business Solutions, Kirill Tatarinov, mostra que a empresa está pensando em recursos online também na área corporativa

Luiza Dalmazo, do COMPUTERWORLD, direto de Orlando, EUA

12/03/2008 às 17h53

Foto:

Até o final de 2009 e 2010, toda a linha de produtos corporativos da Microsoft terá novidades. O Dynamics AX (evolução do Axapta) será o primeiro a ser apresentado, no segundo trimestre de 2008. Na seqüência, vêm o Dynamics NAV 2009 [desenvolvimento do sistema da Navision], o POS 2009, o GP 11 (inicialmente criado pela Great Plains), o SL 8 (da Solomon) e o CRM 5, que foi criado pela própria Microsoft.

As novidades apresentadas mostram que a companhia está realmente pensando na tendência de as pessoas usarem e fazerem mais negócios via internet e por isso está inserindo recursos que se assemelham às ferramentas de business intelligence nos sistemas de CRM e ERP.

Entre os exemplos de recursos previstos para as novas versões, apresentados pelo vice-presidente corporativo da área de soluções corporativas da Microsoft, Kirill Tatarinov, está a possibilidade de consultar inventários e, se alguma ferramenta estiver se acumulando, imediatamente – por meio do mesmo sistema e interface –, o usuário poderá colocar algumas ofertas a venda no eBay, que se torna parceira.

A segunda demonstração indica que a Microsoft aposta forte na migração dos anúncios para o ambiente de internet. Não é mais o banner que importa e sim as palavras-chave. Por isso, na demonstração, Tatarinov tomou como exemplo uma empresa que está começando uma campanha de marketing.

Dentro do CRM, a empresa desenvolveu capacidades para que o usuário em uma situação como essas não tenha de sair da ferramenta para buscar informações da web, do próprio CRM e do banco de dados para que descubra as palavras-chave que a levará a um resultado mais eficiente na campanha. E, internamente, poderá ainda acompanhar o andamento disso.

Além disso, o terceiro serviço que a empresa se propôs a anexar, é o de pagamento, que permitirá aos diretores financeiros, também sem mudar de interface, validem cartões de crédito, por exemplo.

E como o principal foco da Microsoft no setor são empresas de pequeno e médio porte, Tatarinov garantiu também que a partir da próxima versão oferecerá suporte e integração com o Windows Essential Business Services, o servidor para SMB da companhia.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail