Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Metodologia BIM viabiliza meta de construção de hospital em 33 dias
Home > Notícias

Metodologia BIM viabiliza meta de construção de hospital em 33 dias

Após pandemia, instituição será doada à comunidade M’boi Mirim, em São Paulo

Da Redação

10/06/2020 às 16h00

Foto: Shutterstock

As empresas Tecverde e Brasil ao Cubo se uniram para viabilizar a obra de um hospital permanente com 100 leitos em menos de 40 dias. Devido ao surto de Covid-19, as empresas têm o desafio de concluir a obra em um prazo recorde e para isso optaram pelo uso da metodologia BIM. O hospital irá atender a população da comunidade de M’boi Mirim em São Paulo.

O projeto foi pioneiro não apenas pela complexidade e agilidade, mas pelos processos e tecnologia aplicados na produção do mesmo. Desde 2015, a Tecverde usa o software Autodesk Revit para criação e produção de sistemas modulares. Hoje esse processo está muito mais sofisticado. A Tecverde chega a “descontruir” projetos elétricos e hidráulicos a fim de levantar dados detalhados de componentes para que o orçamento da obra seja feito com precisão e evite-se o desperdício.

Quando a construtech Brasil ao Cubo foi chamada para este projeto, avaliou que a Tecverde, pela premissa do uso da tecnologia para agilidade e melhor aproveitamento de materiais, seria o parceiro ideal para atender às expectativas de cronograma com qualidade. Com essa parceria firmada, as empresas uniram a tecnologia da estrutura modular da Brasil ao Cubo com as informações dos sistemas elaborados pela Tecverde.

“Seria humanamente impossível executar uma obra tão complexa e em tempo tão limitado sem o uso da metodologia BIM (Building Information Modeling)”, afirma Pedro Moreira, Diretor Técnico da Tecverde.

CIO2503

E-book por:

Segundo Moreira, o uso do Revit para modelar as disciplinas de arquitetura e instalações, já adotado em outras obras executadas pela empresa, facilitou muito a integração de informações e a conexão de dados com o ERP.

“Sem isso seria impossível lidar com o fluxo de informações que a obra demandava”, conclui.

Na prática a obra acontecia simultaneamente em quatro frentes (estrutura, paredes, montagem e campo), com 100 pessoas envolvidas. Os módulos foram fabricados e montados nos estados de Santa Catarina e Paraná e levados por caminhões até São Paulo. A estrutura é toda feita em aço.

“Poucas empresas estão olhando para o futuro da construção como a Tecverde. A pré-fabricação aponta para os temas da sustentabilidade e da união de manufatura e construção, apoiadas no BIM. Só com essa visão de aplicação de tecnologia uma obra dessas é possível neste prazo”, afirma Ricardo Bianca, Especialista Técnico Sênior da Autodesk Brasil.

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15