Home > Carreira

Marcos Mazarin, CIO da Nissan: transformação digital deve envolver pessoas

À frente da TI da Nissan há quase sete anos, Marcos Mazarin revela preocupação da TI em alavancar os negócios, mas com foco no cliente

Déborah Oliveira

17/05/2019 às 8h12

Foto: Photo Gama

Marcos Mazarin enveredou pelo caminho da tecnologia da informação por acaso. Formado em engenharia mecânica, escolher uma carreira na área seria natural, mas ele percebeu que a incursão no segmento poderia limitar seu desenvolvimento profissional. “Procurei, então, alternativas e como estava em uma carreira técnica, migrei para a TI”, lembra o CIO da Nissan.

Com mais de 20 anos de experiência em multinacionais, gerenciando ambientes complexos de TI, projetos de implementação de sistemas de gestão empresarial (ERP), de relacionamento com o cliente (CRM), business intelligence (BI), call center e bilhetagem de telecomunicações, além de vendas e serviços de consultoria, Mazarin acumulou conhecimento em diversos segmentos, como petróleo, banco, editora, varejo, manufatura, farmacêutico, químico e telecomunicações.

Essa bagagem, revela o executivo, permitiu que ele tivesse forte entendimento de negócios e características específicas de cada ramo que atuou. “O fato de eu ter passado por variadas indústrias me permitiu ter uma visão integrada de como o mercado funciona e a lidar com culturas diferentes, tanto no mercado nacional, quanto internacional”, conta.

Essa visão, reconhece, é fundamental nos dias de hoje, que exige do CIO uma postura altamente conectada aos negócios. Para Mazarin, isso o ajudou a alçar voos mais altos na Nissan, onde está há quase sete anos. Ele ingressou como gerente sênior de TI, em 2013, até conquistar o posto de diretor de IT Digital Operations para a América Latina na Nissan e Renault.

“O CIO tem hoje, mais do que nunca, um papel importante de ajudar a empresa a se transformar. Pela facilidade que temos de conhecimento tecnológico e forte integração com todas as áreas da empresa, somos o talento ideal para levar a companhia para outro patamar.”

Olhar voltado para pessoas

Ciente de que a transformação digital deve envolver as pessoas, Mazarin revela que na Nissan a preocupação não é apenas com o time, mas também (e especialmente) com o cliente. “Na indústria automotiva, o foco tem sido muito no cliente e não no produto. Nessa transformação, oferecemos mais mobilidade”, diz ele, completamento que esse é uma estrada longa e TI tem papel-chave para o sucesso das iniciativas.

Nessa toada, alerta, não se trata da tecnologia pela tecnologia. “Vamos sempre em busca de tecnologias que agreguem valor aos negócios”, conta. E a jornada interna está muito em entender os perfis de talentos e ajudá-los no seu desenvolvimento. “Incentivo a colaboração e agora mais do que nunca ela é importante, não só no time, mas entre times”, comenta.

Liderar pelo exemplo

Mazarin revela que seu estilo é liderar sempre pelo exemplo. “Também busco respeitar as diferenças de cada um”, observa. Ouvir e atuar em colaboração, buscando resultados conjuntos, também fazem parte do estilo do executivo, garante. Para ele, a célebre frase "Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo” é uma importante máxima da sua gestão.

Diante de tantas complexidades no mercado de tecnologia, Mazarin conta que busca agora formas de simplificar o trabalho. Esse é, inclusive, um dos seus desafios para os próximos meses. “Quero poder atuar com um modelo mais ágil. Os processos internos muitas vezes consomem tempo. Por isso, a simplificação ganha cada vez mais os holofotes”, finaliza ele.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail