Home > Gestão

Lute contra a atrofia corporativa

Hackeie o caminho para a Transformação Digital, afastando a inércia

Jenny Beresford *

16/03/2019 às 16h30

Foto: Shuttertock

Qual é a força mais poderosa do universo? Os cientistas argumentam que são os buracos negros, as explosões gama, a auto-replicação... Para os CIOs, a resposta é diferente. A inércia é a força mais poderosa que os CIOs enfrentam hoje como agentes de mudança.

A inércia torna difícil iniciar e dimensionar a Transformação Digital. Não mantém o status quo e leva à atrofia. Os CIOs podem rastrear a atrofia em sua organização pela inércia. Talento e cultura são as maiores barreiras para o sucesso, de acordo com a edição 2019 da pesquisa CIO Agenda, do Gartner.

Então, o que é a inércia? É não fazer nada porque isso é considerado mais seguro do que fazer qualquer coisa (arriscado). É o engenheiro que quer mudar, mas tem um projeto que deve ser entregue o quanto antes; ou o CEO que quer explorar novos modelos de negócios, mas não pode assumir riscos com o modelo de lucro subjacente, porque os acionistas punirão até mesmo a menor perda nos ganhos.

A inércia é difícil de combater, porque você não consegue contorná-la. E ela diminuirá a transformação mais do que qualquer falha técnica.

Tente usar táticas que exigem pouco ou nenhum orçamento para executar. Táticas pequenas e cotidianas podem fazer uma grande diferença. Eles não escalam magicamente toda a sua Transformação Digital, mas criarão um impulso para um progresso mais rápido.

1 - Hackeie sua cultura

A cultura é como um ser vivo que é ligado à sobrevivência e à autopreservação. Muitos CIOs têm experiência em engenharia. Engenheiros são ótimos na criação de planos detalhados, mas para mudar tudo normalmente não funciona quando se trata de cultura, porque é muito amorfo para mudar de uma só vez.

Hackeie sua cultura em vez disso. Encontre um ponto de acesso onde a cultura é vulnerável a mudar e explore isso. Hackers de cultura provocam uma resposta imediata e visceral. Eles sinalizam para um grande grupo que a mudança é real e está acontecendo agora.

Aqui está a chave: eles são de baixo esforço. Você deve ser capaz de projetar e realizar um hack em menos de 48 horas. Se você precisa de três meses e 10 pessoas, não é um hack.

2 - Seja um diplomata

Os CIOs que são agentes de mudança geralmente nos dizem que se sentem incompreendidos pelos funcionários. Eles tentam se mover o mais rápido possível para impulsionar a mudança. Os funcionários às vezes os vêem como fora de contato com a realidade, ou alguém que se pode superar agarrando ao “do jeito que as coisas sempre foram”.

Torne-se um diplomata em vez disso. Saia do seu escritório o máximo que puder. Uma discussão aberta sobre a transformação digital durante o almoço vale, às vezes, uma dúzia de prefeituras formais que repetem por que é importante. A diplomacia de deslocamento, que exige que você esteja perto de seus funcionários, é fundamental para o seu trabalho como agente de mudança.

3 - Faça menos com mais

Fazer mais com menos é um mantra que ninguém quer ouvir, mas os CIOs precisam conviver com isso todos os dias. Os orçamentos de TI devem crescer apenas 2,9%, em média, em 2019.

A maioria dos CIOs sente que as demandas de TI estão crescendo em ordens de magnitude. Isso não é sustentável, especialmente devido à insuficiência de recursos de negócios de TI e as habilidades digitais, eles estão entre as maiores barreiras.

Um novo mantra é necessário: faça menos com mais. Os ecossistemas de negócios ajudarão você a fazer isso. Hoje, sua organização pode criar 100% de sua receita total. Em cinco anos, seu ecossistema pode criar 5% de sua receita total, e sua organização, 95%. Isso é fazer menos com mais.

4 - Use equipes de duas pizzas

Uma equipe de duas pizzas é pequena o suficiente (normalmente de cinco a sete pessoas) para ser alimentada por duas pizzas. Este conceito surgiu de Jeff Bezos na Amazon, no início dos anos 2000. Acredita-se que os tamanhos pequenos das equipes tenham a capacidade de inovar com mais facilidade, movimentar-se com mais rapidez e receber forte propriedade de serviço.

O CIO da Toyota faz dos funcionários o “CEO” da ideia deles para enfatizar sua total responsabilidade e direitos de decisão associados à ela. Isso melhora a capacidade de dimensionar protótipos comprovados, o que ajuda a dimensionar a transformação digital.

Para capacitar talentos para dimensionar inovações importantes, cancele reuniões que tenham muitas pessoas presentes. Divida as grandes equipes em equipes de duas pizzas com participação em tempo integral e sem outras demandas de entrega. Torne o criador da ideia inicial o proprietário do projeto para acelerar o progresso e reduzir o risco de falha na entrega mais tarde. Também faça uma regra que as decisões precisam ser tomadas dentro de 48 horas.

5 - Mude a maneira como você gasta o seu tempo

Os CIOs estão gastando mais tempo em novas estratégias, modelos de negócios e modelos operacionais. Mas o trabalho diário de administrar a TI e manter as operações mais básicas e imprescindíveis não desapareceu. Existem duas armadilhas principais para dirigir: falhas operacionais e gerenciamento de tempo.

Um CIO com quem conversei queria dedicar mais tempo a ser um visionário para a organização, em vez de apenas executar operações. Por isso, ele delegou a estratégia e as operações de TI criando duas novas posições, ambas preenchidas por pessoas que já se reportaram a ele, mas anteriormente tinham funções mais táticas. Isso o liberou para gastar mais tempo em novos negócios e modelos operacionais.

6 - Ajude os líderes a imaginar novos modelos de negócio

Sessenta e três por cento dos CEOs dizem que provavelmente mudarão seus modelos de negócios nos próximos dois anos, de acordo com a pesquisa CEO Survey de 2018. Você tem um papel único a desempenhar na mudança inspiradora do modelo de negócios devido à sua profunda compreensão da tecnologia e da trilha de dados, o qual pode criar novas oportunidades. Ajude os outros líderes a imaginar quais são as possibilidades de novos modelos de negócios.

 

(*) Jenny Beresford é diretora de pesquisa da equipe de Consultoria para CIOs da Gartner

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail