Home > Tendências

Líderes devem focar em ganhos rápidos no digital

Empresa de pesquisa aponta tendências que nortearão projetos digitais em 2019

Redação

27/04/2019 às 12h17

Foto: Shutterstock

As organizações estão se tornando cada vez mais pragmáticas quando se trata de digital. Na visão do analista Allen Bonde, vice-presidente e diretor de pesquisa da Forrester, as empresas estão “retornando ao básico” e procurando se concentrar em “pequenos e gerenciáveis pedaços de inovação”.

A incerteza econômica levou muitos CDOs a abandonarem seus roteiros originais de transformação digital, sendo que muitos optam hoje por utilizar o digital como meio de aumentar a eficiência operacional no curto prazo por meio de projetos de “retrofit”. Líderes digitais também estão pedindo que seus parceiros façam o mesmo.

“E muitos dos parceiros dessas companhias expressaram, de fato, que a melhor maneira de aplicar esforços de inovação de grande impacto é mostrar como esses projetos podem ser financiados por meio de ganhos de eficiência, mesmo quando muitas delas buscam uma melhor combinação de trabalho”, pondera  Bonde.

A transformação digital precisa resultar em esforços de inovação focados na tecnologia, segundo a Forrester, que destaca duas previsões que ganharão destaque nos negócios digitais em 2019:

1. Comércio B2B é o novo driver dos lucros

A tecnologia de conectividade, como as APIs e a Internet das coisas, geraram problemas e oportunidades para compradores e vendedores B2B, e novos intermediários estão surgindo. Diante disso, fabricantes buscam novas eficiências em suas interações com fornecedores e distribuidores, mas também querem explorar opções diretas ao consumidor e formas de alcançar novos públicos. É o caso da Amazon, que deve abocanhar 10% do mercado B2B nos EUA este ano.

2. Os papéis devem estar orientados para produtos digitais e experiências

As companhias continuam buscando designers digitais e gerentes de experiência. Esses “construtores”, como evidencia a Forrester, serão altamente requisitados em 2019, ainda mais aqueles com fortes habilidades de dados e análises.

Para organizações que querem lançar novos serviços digitais ou modelos de entrega tradicionais, essas habilidades são um diferencial. Os proprietários de produtos digitais experientes são importantes para alinhar a demanda do cliente e do mercado com as prioridades tecnológicas e trabalharão de perto com as equipes que construirão um novo portal ou aplicativo.

Para negócios B2B ou B2C, a recomendação é a mesma: líderes de tecnologia e eBusiness devem focar em ganhos rápidos em relação ao digital. “Procure digitalizar os canais restantes e explorar novos serviços de valor agregado, como garantias ou financiamento, ou até mesmo treinamento online, se você possui uma loja. Duplique o autoatendimento, tradicionalmente o caminho mais curto para mostrar o ROI.”

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail