Home > Notícias

Líderes de gestão estão revisitando metas para se prepararem para pós-coronavírus

Pesquisa mostra que quase metade das organizações entrevistadas estão congelando contratações e preveem corte de mão de obra

Da Redação

06/04/2020 às 10h00

Foto: Shutterstock

Desde o surto do coronavírus, empresas em todo o mundo ajustam orçamentos e prioridades para sobreviver à crise atual e o que as espera, em um futuro ainda incerto.

Nas últimas semanas, as organizações estão implementando uma primeira onda de iniciativas de economia de custos, como redução do horário de trabalho dos funcionários, redução do número de colaboradores, congelamento de contratações ou promoções, entre outras ações imediatistas.  

Segundo pesquisa da consultoria Gartner Inc, 49%
das organizações entrevistadas estão implementando novos congelamentos
de contratação e 42% dos líderes de RH entrevistados revelam que estão
lutando para ir além da economia de custos que já alcançaram.  

A
consultoria mostra que, já enxutas, essas organizações são pressionadas
a encontrar oportunidades de economia adicionais. Portanto, as
organizações estão concentrando esforços de otimização de custos,
revendo as prioridades de design e serviços, limitando as ofertas de
serviços ou reduzindo os SLAs (acordos de nível de serviço) para
determinadas ofertas.  

CIO2503

E-book por:

Custo e eficiência 

A pesquisa do Gartner mostrou que 27% dos líderes de RH estão priorizando e diminuindo o tamanho dos serviços e processos de RH e 12% estão parando ou limitando os gastos com consultores.

Esses esforços visam impulsionar a eficiência e a eficácia na prestação de serviços, em vez de gerar cortes de custos em maior escala, segundo o Gartner. Os líderes de RH estão atualmente se abstendo de reduzir suas funções, embora isso possa mudar em meio à crescente incerteza econômica. 

"Enquanto os líderes de RH estão sendo cautelosos ao iniciar medidas de corte de custos, eles estão se preparando para a possibilidade de precisar tomar medidas mais fortes para gerenciar custos.

É fundamental que o RH adote uma visão estratégica, pois as decisões tomadas agora determinarão quão bem as organizações podem sustentar o desempenho durante essa crise e emergir em uma posição de força", disse Matthias Graf, Analista Diretor Sênior na prática de RH do Gartner. 

 Por
enquanto, 27% dos entrevistados não estão planejando nenhum esforço de
redução de custos relacionado à força de trabalho. As organizações ainda
estão retendo medidas de corte de custos em larga escala e estão
trabalhando para evitar adicionar novos custos à folha de pagamento da
empresa.  

Cada
vez mais, no entanto, as empresas estão se preparando para uma segunda
onda de iniciativas de redução de custos e estão começando a identificar
grupos de funcionários em potencial para atividades temporárias ou
permanentes de redução de tamanho, como licenças ou demissões. 

Medidas e desafios 

Os líderes de RH são essenciais para determinar os possíveis impactos negativos de curto e longo prazo na marca e no envolvimento dos funcionários.

A pesquisa do Gartner mostrou que os líderes de RH estão inicializando duas medidas principais de corte de custos, tanto em suas funções como em toda a empresa: 

  • Dentro da função de RH, os líderes de RH estão concentrando seus esforços atuais no uso mais eficaz da tecnologia, bem como na priorização e redução de serviços e processos de RH. 

  • Os esforços de custos relacionados à força de trabalho dos líderes de RH incluem a implementação de congelamentos de contratações, enquanto a maioria se retém, por enquanto, em impulsionar medidas de corte de custos em larga escala. 

  • À medida que as empresas se preparam para medidas de corte de custos em larga escala, estão lutando para identificar os meios mais eficazes de fazê-lo. Mais de um quarto dos entrevistados afirmou ter dificuldade em responder à pressão ad hoc de corte de custos. 

  • "Para obter economias imediatas em gastos, as empresas devem procurar priorizar os projetos atuais e planejados. As organizações também podem pensar em disponibilizar funcionários para outras funções ou projetos em outras unidades de negócios", disse Graf. 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail