Home > Carreira

Inteligência emocional contra o estresse

Saber usar as opções disponíveis para resolver situações complicadas é a chave para alcançar resultados de forma equilibrada

CIO

01/02/2008 às 12h15

Foto:

Cada vez mais, as empresas avaliam seus executivos pelo resultados que eles trazem para a corporação - e esperam ver mais resultados, em menos tempo e com mais qualidade. Em um ambiente como esse, o estresse é quase inevitável. "Para o CIO, trata-se de um desafio triplo", avalia Villela da Mata, presidente da Sociedade Brasileira de Coaching.

De acordo com o coach, alcançar resultados depende de mudanças, o que, invariavelmente, leva a resistência. "Em geral, os diretores têm de gerenciar as próprias mudanças e as mudanças de sua área. Para o CIO, soma-se a necessidade de gerenciar as mudanças que TI ocasiona nos demais departamentos", explica Mata. Em sua opinião, o estresse é ainda mais alto na área de tecnologia, em que tudo muda muito rápido e a cobrança por resultados é constante.

"Como resultado, os executivos têm desgaste, problemas pessoais, excesso de trabalho e queda de produtividade", diz Mata, lembrando que esses fatores são negativos para o próprio CIO, para sua equipe e para a empresa.

Alcançar bons resultados em um ambiente como esse depende, na visão do coach, do desenvolvimento da inteligência emocional. Para ele, isto está intimamente ligado ao número de opções percebidas pelo executivo. "Quanto mais opções você acredita ter para resolver as questões, maior sua inteligência emocional", explica, destacando a importância de se ter equílibrio entre as diferentes esferas da vida. "É possível viver bem, trabalhar bem e ganhar bem, não é preciso escolher. Mas as pessoas não podem viver em branco e preto, existem muitas variações de cinza", conclui.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail