Home > Tendências

Os nove piores produtos da Microsoft

No blog Micronet, especializado na Microsoft, depois de os profissionais elegerem os melhores produtos da empresa, fizeram o inverso e escolheram os piores. Veja a lista

NetworkWorld (EUA)

18/12/2007 às 11h49

Foto:

A Microsoft foi protagonista de criações históricas, mas para acertar, também cometeu erros. Alguns são apresentados e hoje protagonizam a nossa lista dos priores produtos da empresa. Confira.

9. O Microsoft Surface PC

Ok, nós admitimos que ele é bacana. E nós vamos sair do limbo porque o Surface PC não vai ser lançado até o segundo trimestre de 2008. Mas com o preço antecipado de entre 5 mil e 10 mil dólares, nós duvidamos que as pessoas vão comprar um. A Microsoft afirma que em três ou quatro anos, o preço vai cair o suficiente para os consumidores médios. Mas os consumidores médios querem um para ter um sala de estar média? Nesse meio tempo até o lançamento, se você nunca viu uma demonstração do Surface PC, aperte play e divirta-se.

8. A MSN Music Store e o formato de áudio Play for Sure

Cerca de um ano atrás, a Microsoft apresentou o MSN Music Store e redirecionou consumidores para o Zune Marketplace. As pessoas que protagonizaram o MSN Music Store trouxe arquivos gerenciados pelo Windows Media Áudio Digital Rights Management 9. A Microsoft abandonou o fato do formato quando lançou o serviço e fez secar o suporte WMA9. A Microsoft batizou o novo DRM do Zune como “WMA-DRM 9.1”... mas esse “.1” faz toda a diferença porque a versão 9.1 não era compatível com a versão 9. Os leais da Microsoft que compraram o Zune não podiam comprar músicas da loja MSN para os seus novos Zunes. Ironicamente, o nome de marketing que a Microsoft deu para a versão 9 da tecnologia foi “Play for Sure” (Toca com certeza, numa tradução livre).

7. Microsoft Vista Ultimate

Muito tem sido escrito sobre o Vista e não vamos nos aprofundar nisso agora. A versão The Ultimate inclui “Extras” que outros usuários Vista não têm. Alguns pacotes de serviços podem levar os usuários a pensar que os Extras trazem valor adicional. Mas os usuários Ultimate tiveram que esperar até outubro até que o time tivesse divulgado a mais modesta coleção de benefícios prometida em janeiro. Por exemplo, um extra é o DreamScene, papel de parede bacana. Comprando um sistema operacional porque você gosta do papel de parede é como comprar um carro porque você gosta dos faróis. Um belo marketing da parte da Microsoft, coletar o dinheiro primeiro e entregar os benefícios 10 meses depois.

++++

6. Microsoft BOB

Aqui está um item antigo, mas continua bom. Divulgado em 1995, o Microsoft Bob era suposto para ser algum tipo de sistema operacional para iniciantes e desentendidos de computador. Sua característica incluía uma interface com desenho. Este desenho de cachorro chamado de um membro de uma “gangue fantástica de Guias pessoais”. Os guias estavam lá para ajudá-lo a operar seu computador. Nós precisamos de mais alguma coisa?

5. Relógio Microsoft SPOT

O relógio SPOT é um tentativa da Microsoft de entrar num mundo em que os computadores podem ser vestidos – um mercado de zero bilhões de dólares para ser conquistado. Bem, talvez a tocaia desse mercado seja mesmo um pouco injusta. Em 2002, o computador que podia ser vestido deveria gerar 100 milhões de dólares. Empresas de pesquisa previram que isso iria crescer para 563 milhões até 2006. O relógio SPOT era previsto na Comdex de 2003, com versões para o varejo de fabricantes como Fóssil e a Suunto disponíveis no começo de 2004. Mas se não estivéssemos falando de smartphones acoplados nos cintos, essa história de vestir computadores ia parecer piada.

4. Microsoft Origami, também conhecido como UltraMobile PC

Lançado cerca de um ano atrás, este equipamento de mão, originalmente chamado Origami, era ainda um outro PDA da Microsoft. Mas você já viu alguém no mundo usando isso? (Nós não conseguimos encontrar usáveis no eBay, uma das maiores lojas de departamento dos EUA).

3. Microsoft Mira

Nós poderíamos fazer uma lista inteira de dispositivos portáteis mal-sucedidos da Microsoft ao longo dos anos. O Mira, lançado em 2003, era um monitor sensível ao toque engrenado com o computador pessoal doméstico. A intenção era ser carregado pela casa (comunicando-se via rede sem fio com o PC). ViewSonic, Philips, NEC e Fujitsu assinaram contratos de fabricação. Mas agora já estamos em 2007 e os equipamentos Mira ainda não foram vistos.

2. Routers domésticos Microsoft

Em 2002, a Microsoft foi uma fabricante de router. Este foi o ano em que a companhia apresentou as linhas de router sem fio MN-500 e o MN-700. O que possuiu a Microsoft para que fizesse isso? Até a Cisco teve problemas para dominar o mercado doméstico naquela época (a Cisco comprou a Linksys em 2003). A família de routers da Microsoft foi rapidamente desligada e muito poucas pessoas lembram disso (embora você possa comprar um velho MN-500 no eBay hoje apenas 10 dólares.

++++

1. Finalmente, o pior produto de todos os tempos: ActiMates

Você se lembra dos momentos que antecederam a explosão da bolha em 1999? Foi nessa atmosfera que foi lançado por 99 dólares o ActiMates Interactive Barney. O brinquedo saltou para a vida quando um especial de banda larga de um programa de TV foi lançado. Mas os pais poderiam dificilmente agüentar a versão de televisão do dinossauro gigante roxo com uma voz irritante, eles não estavam interessados em pagar 100 dólares para aquela voz se tornar uma parte regular de suas famílias. Enquanto nós aplaudimos a Microsoft por pensar fora da caixa (ou da televisão), o resultado final foi uma ferramenta que causa apreensão. Por essa razão, é o topo da nossa lista.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail