Home > Gestão

35% dos profissionais já violaram políticas de segurança

Segundo estudo, funcionários continuam a usar redes peer-to-peer no ambiente de trabalho e transferem arquivos estratégicos de suas máquinas para casa

IDG News Service

05/11/2007 às 12h11

Foto:

Um total de 35% de todos os trabalhadores admite ter violado as políticas corporativas de TI de suas companhias pelo menos uma vez, de acordo com os resultados de um estudo divulgado esta semana.

A pesquisa ouviu 301 trabalhadores baseados nos Estados Unidos que atuam em empresas com pelo menos 100 funcionários. Eles foram entrevistados entre os dias 23 de agosto e 6 de setembro.

A pesquisa também detectou que 84% dos entrevistados estão confortáveis com as medidas de segurança de seus ambientes de trabalho. No entanto, 64% dos gerentes informaram que seus computadores domésticos não são adequadamente protegidos.

Apesar dos alertas sobre ameaças de segurança existentes entre compartilhamento de arquivos peer-to-peer, 15% dos ouvidos admitiram entrar nesse tipo de rede a partir de seus computadores de trabalho. Um total de 74% dos entrevistados disseram não acreditar que o conteúdo de downloads desautorizados seriam um risco ao negócio de suas corporações.

O estudo ainda revelou que 73% dos ouvidos não estão preocupados em enviar informações estratégicas da companhia ou dados confidenciais a partir de seus PCs do trabalho para casa via e-mail. Além disso, 68% informaram que regularmente trabalham em documentos corporativos que foram enviados dos microcomputadores de trabalho para casa.

A pesquisa foi conduzida pela MARC Research, associação americana que representa 65 mil profissionais de TI.

Brian Fonseca - Computerworld, EUA

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail