Home > Carreira

Como sobreviver ao ambiente de trabalho pós-demissões

Acompanhe algumas dicas que podem ajudá-lo a navegar nessas mudanças no ambiente de trabalho e ajudar sua equipe a sobreviver à culpa

Por IDG News Service

30/10/2007 às 11h37

Foto:

Uma das tarefas mais difíceis para um administrador é promover demissões. Os executivos envolvidos com esse tipo de tarefa são sempre tomados por sentimentos de culpa, questionando-se porque seus empregos foram mantidos enquanto alguns potenciais líderes do futuro em TI têm de deixar a companhia.

Demissões sempre trazem medo e incertezas para os que ficam na companhia. Esses empregados que são mantidos normalmente passam a desempenhar mais de uma função e são obrigados a trabalhar horas extras, ajustando-se à nova realidade e ainda se sentindo mal por aqueles que não sobreviveram na companhia.

"Enquanto muita ênfase é colocada no sofrimento dos que perdem seus postos de trabalho, aqueles que permanecem na companhia também vivem uma verdadeira onda de emoções", afirma Julie McClatchey, da Employee & Family Resources (EFR), empresa que administra programas assistenciais a empregados. "É comum sentir-se, ao mesmo tempo, aliviado e culpado", afirma ele, sobre os empregados que ficam.

Acompanhe a seguir algumas dicas da EFR que podem ajudá-lo a navegar nessas mudanças no ambiente de trabalho e ajudar sua equipe a sobreviver ao sentimento de culpa após os cortes:

- Permaneça conectado. Converse com a família, amigos e companheiros de trabalho. Busque conselhos profissionais, se for preciso.

- Adote um comportamento saudável. Abusar do álcool, dormir demais ou adotar reações excessivas podem promover somente um alívio passageiro e não trazer a solução. Em vez disso, tente manter sua rotina usual, com exercícios e com as devidas horas de sono.

- Reconheça que a mudança é inevitável e veja isso como uma oportunidade para aprender funções novas ou adaptar sua carreira.

- Dê uma chance ao novo ambiente de trabalho. Mas se prepare para deixá-lo se sentir que não se adapta à nova situação ou perceber que a situação da empresa não melhora. E, claro, mantenha seu currículo e sua rede de contatos atualizados para novas oportunidades.

Amy Schurr- Networkworld, EUA

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail