Home > Gestão

Possível fraude da Cisco não contamina clientes

Eventual fraude tributária da Cisco não mancha a regularidade contábil dos consumidores de seus produtos

Marina Pita

24/10/2007 às 10h57

law_int.jpg
Foto:

Especialista em crimes tributários, Rodrigo Dell’aqua esclarece que clientes da Cisco não podem ser ligados à empresa suspeita de importação fraudulenta. De acordo com ele, a única forma de um consumidor ser envolvido seria se tivesse conhecimento das operações de sonegação fiscal e descaminho, mas isso é “muito improvável.” 

Segundo ele, muitos executivos que compraram soluções Cisco (a empresa tem 80% do mercado) recentemente estão temerosos em instalá-las. “Não há dúvida. Os clientes podem usar produtos Cisco normalmente.”

Para Henrique de Azevedo Ferreira França, sócio do escritório de advocacia Bastos-Tigre, "se o consumidor, incluindo grandes corporações, pagou o preço de mercado pelos produtos Cisco e houve emissão de nota fiscal, comprou de boa fé. Não há risco."

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail