Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Salvar Escolher Pasta
Estudo aponta: poucos trabalhadores estão engajados
Home > Gestão

Estudo aponta: poucos trabalhadores estão engajados

Levantamento com mais de 90 mil trabalhadores mostra desinteresse e o principal motivo é a desatenção dos líderes

CIO - EUA

23/10/2007 às 15h19

Foto:

Apenas 21% dos trabalhadores no mundo estão “engajados”, ou determinados a levar suas organizações ao sucesso. Isto acontece porque os líderes não estão fazendo o suficiente para aumentar essa postura, de acordo com um levantamento recente com 90 mil trabalhadores em 18 países. 

Além disso, cerca de 40% dos entrevistados estão parcialmente ou totalmente desinteressados, de acordo com o estudo Tower Perrin Global Workforce, conduzido pela empresa de mesmo nome.  O estudo também descobriu que organizações com maiores níveis de engajamento dos funcionários têm melhor desempenho financeiro e maior facilidade em segurar funcionários importantes para a organização do que as empresas com nível de engajamento menor.

A Towers Perrin levantou, mais especificamente, que as organizações com o maior nível de engajamento obtiveram aumento no rendimento anual de 19% e um incrível retorno por ação, de 28% na comparação ano-a-ano.  Talvez o fato mais importante para os CIOs e outros executivos é que as organizações – especificamente os líderes seniores – têm maior poder de influência no engajamento dos funcionários. 

“Uma das principais descobertas do estudo é que a organização tem muito poder de influência,” diz Julie Gebauer, líder da área de consulta da efetividade da força-de-trabalho da Tower. “Valores pessoais e fatores como experiência têm menor impacto no engajamento do que as ações da empresa – particularmente o quanto os funcionários imaginam que os gerentes seniores estão interessados em seu bem-estar.” “A visão das pessoas a respeito das companhias também está mais ligada ao que os lideres seniores dizem e fazem, do que às atitudes dos superiores diretos,” diz Gebauer. 

Al Sacco é repórter da CIO-EUA

  

Vai um cookie?

A CIO usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15