Home > Carreira

Suíça é o país que mais bem paga um gerente de TI

Brasil lidera o ranking na América Latina, mas fica fora da lista dos 10 países de maiores salários, em pesquisa da Mercer.

Redação do COMPUTERWORLD

19/10/2007 às 13h35

Foto:

Seis dentre os 10 países que pagam os salários mais altos do mundo aos gerentes de tecnologia da informação (TI) se encontram na Europa Ocidental, de acordo com a mais recente pesquisa da Mercer.

A Suíça paga os salários mais altos seguida pela Dinamarca, Bélgica e Reino Unido. Os Estados Unidos e o Canadá se classificam em 6º e 8º lugares, respectivamente, enquanto o Brasil, líder na América Latina, fica abaixo da lista dos 10 que mais pagam.

A pesquisa Mercer 2007 Salários de TI comparou a remuneração direta anual em dinheiro e as informações sobre a remuneração total (remuneração direta mais indireta) dos profissionais de TI em 6.545 empresas em 35 países.

Baseado na remuneração direta anual bruta, o profissional de TI em todos os níveis é melhor remunerado na Suíça, onde o cargo de gerente de TI paga em média 140.960 dólares anualmente - ou 11.746 dólares mensais. O mesmo nível na Dinamarca paga 123.080 dólares, enquanto a Bélgica paga em média 121.170 dólares.

Na América Latina, o Brasil é o País que melhor remunera, onde o gerente de TI ganha em média 70.026 dólares anuais (5.835 mensais), seguido do México, com média 68.042 dólares, Chile, 67.771 dólares, e Argentina, 43.176 dólares.

No ranking mundial, o Brasil fica um pouco atrás do 10º país que melhor paga, a Austrália, onde a remuneração é de 88.850 dólares por ano. Já a Argentina é a 10ª de baixo para cima, entre os que menos pagam.

O Reino Unido e a Irlanda estão classificados em 4º e 5º lugares com uma média de salários de 118.190 e 108.230 dólares, respectivamente. Já nos Estados Unidos um gerente de TI ganha em média 107.500 dólares por ano, contra 93.340 dólares no Canadá.

A pesquisa identificou que os gerentes de TI no Vietnã, Bulgária e Filipinas recebem os salários mais baixos do mundo, 15.470, 22.240 e 22.280 dólares por ano, respectivamente. Os gerentes de TI indianos ficaram em quarto lugar de baixo para cima, ganhando uma média de 25.000 dólares.

++++

Nas faixas de carreira mais juniores pesquisadas, definidas como profissionais de TI experientes, os funcionários na Suíça ganham os salários mais altos, 101.510 dólares, em média, à frente da Bélgica, Alemanha e Dinamarca.

Analisando os países da América Latina nessa categoria, o Brasil cai para o segundo lugar com média de 27.330 dólares, atrás do México, com média de 28.170 dólares. Chile permanece em terceiro, com média de 24.438 dólares e Argentina 14.700 dólares.

De acordo com o David Van De Voort, especialista em força de trabalho de TI no escritório da Mercer em Chicago, "o impacto da terceirização e transferência para o exterior da função de TI na América do Norte e na Europa Ocidental ajudam a explicar o padrão da remuneração global", afirmou.

As funções de níveis mais baixos estão sendo transferidas para as regiões onde o talento é mais barato; "os cargos que permanecem na Europa Ocidental e nos Estados Unidos podem ser menores em número, mas são funções mais exigentes e complexas, como gerente de relações com fornecedores, consultor interno e parceiro de negócios de TI", afirmou, em comunicado distribuído à imprensa.

A pesquisa também destacou que a relação entre experiência/nível de habilidades e remuneração é diferente em diversos países. Por exemplo, há grandes intervalos de salários entre os níveis júnior e sênior na Indonésia, Índia, Brasil, Chile e Vietnã, que apresentam os índices mais altos de progressão salarial entre os níveis de carreira mais baixos e mais altos.

Já nos Estados Unidos e em muitas nações da Europa Ocidental, os salários aumentam mais de acordo com a experiência, porém apresentam índices menores de variação entre os níveis.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail