Home > Tendências

Impacto da segurança focada no usuário

Entenda a importância da habilidade de criar relacionamentos confiáveis para a evolução humana e a importância da segurança nesse processo

Daintry Duffy, da CSO

17/10/2007 às 12h21

Foto:

Em seu livro "In a crowd of one: The future of individual identity" ("Turma de um: o futuro da identidade individual", em tradução livre), John Clippinger apresenta um case histórico e sociológico a respeito da importância fundamental de nossa habilidade de criar relacionamentos confiáveis para alcançar o sucesso da evolução humana. Por meio de seu trabalho como membro-senior do Berkman Center for Internet and Society, da escola de Direito de Harvard, Clippinger é um dos entusiastas por trás do Projeto Higgibs, uma iniciativa para desenvolver software de gerenciamento de identidade centrada no usuário. 
 

CSO: Em seu livro, você argumenta que a gestão de identidades será revolucionada muito mais por usuários finais que pelas corporações. Como isto irá afetar o desenvolvimento de tecnologias de segurança?

John Clippinger: A segurança terá papel principal neste processo. Será apreciada pelos usuários finais para construir confiança e facilitar o comércio, por exemplo. Tecnologias como o IBM Id Mixer poderão tornar-se muito potentes.

 

CSO: Quais fatores poderão afetar o sucesso da transição da sociedade para a identidade centrada no usuário?

JC: Privacidade e liberdade civil serão críticos. Em vez de uma solução universal e única – como uma ID nacional que vale para tudo – será necessário reconhecer que quanto mais aberto e distribuido o sistema de identificação, mais chances existirão de criar colaboração e troca com confiança. As empresas terão de impulsionar o movimento.

CSO: Você escreve que o período de 2000 a 2025 será decisivo, durante o qual iremos convergir em paz ou desenvolver o caos. Qual é a sua previsão atual?

JC: É uma corrida. Estou impressionado que empresas como GE, Royal Dutch Shell, Fidelity e outras estão reconhecendo a importância de novas estruturas corporativas e do bottom line triplo (lucro, meio ambiente e responsabilidade social). Mas as questões ambientais e de segurança estão se deteriorando mais rapidamente do que eu pensei. As mudanças tecnológicas poder tornar-se desestabilizadoras.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail