Home > Tendências

Web 2.0 é ameaça à segurança corporativa

Grandes problemas são a falta de política de segurança nas empresas, interação e mistura da vida pessoal à corporativa, conforme informa o levantamento da IDC

04/10/2007 às 12h46

Foto:

Os crackers estão tirando vantagens do crescimento da web 2.0 para criar ataques mais sofisticados a empresas, alerta o vice-presidente de produtos e serviços de segurança da IDC, Christian Christiansen.

Em vez de códigos maliciosos serem distribuídos como anexos em e-mails, “observamos as pessoas cada vez mais envolvidas em links da web 2.0”, alerta o executivo.

O executivo ressalta que, com maior interação online, os funcionários cada vez mais misturam sua vida corporativa com a pessoal, clicando - sem critério - em quaisquer links, que podem levar a malwares.

Christiansen afirma que os crackers possuem, atualmente, melhores táticas para executar ataques mais sofisticados. Outra questão é que nem sempre a política de segurança da empresa está clara ou definida, declara o executivo.

A crise também existe pelo fato de os departamentos de tecnologia não controlarem os produtos que se conectam à rede de trabalho - como smartphones e laptops.

“Percebemos que o problema de segurança interna é crescente, e que as ameaças surgem na própria rede de comunicação da empresa”, explica Christiansen.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail